Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    57.373,38
    -1.365,60 (-2,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Crise de Covid na Índia ameaça recuperação mundial da pandemia

Ruth Pollard
·2 minuto de leitura

A Índia é agora o epicentro da pandemia de Covid-19, com número recorde de novos casos a cada dia. Imagens de hospitais sobrecarregados de doentes e pessoas morrendo inundam as redes sociais, enquanto profissionais de saúde e a população fazem apelos desesperados por suprimentos de oxigênio. Mais de 200.000 pessoas morreram por Covid, embora o número real seja provavelmente muito maior.

As capitais políticas e financeiras de Nova Déli e Mumbai estão fechadas, e apenas o som de sirenes de ambulâncias quebra o silêncio. Mas os dedos apontam cada vez mais para o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, sobre a resposta do governo à pandemia.

O governo Modi tentou bloquear algumas críticas recentes de sua resposta ao coronavírus no Twitter, onde se torna evidente a raiva e a decepção com o líder da Índia.

Os números fazem diferença. A Índia conta com uma população de 1,4 bilhão, menor apenas que a da China. Até 30 de abril, as mortes por Covid-19 registradas no país somavam 208.330. Na campanha de imunização, 152 milhões de doses foram administradas, cobrindo apenas 5,6% da população.

Por que isso importa

A onda de Covid-19 da Índia interrompeu de repente sua campanha de diplomacia de vacinas, depois que o primeiro-ministro chamou o país do sul da Ásia de “farmácia para o mundo” e fez promessas ambiciosas sobre a capacidade de enviar milhões de imunizantes ao exterior.

As exportações e doações do país tiveram grande peso na Covax, o programa global da Organização Mundial da Saúde para fornecer vacinas a países de baixa renda. Quando a oferta quase secou, muitos países correram para encontrar alternativas.

Dada a crescente importância estratégica da Índia, a crise coloca em risco não apenas a recuperação preliminar da terceira maior economia da Ásia, mas também as tentativas de controlar a Covid-19 e estimular a retomada global.

Alguns cientistas associaram a nova onda da Índia a uma cepa mais virulenta, e o surto fora de controle abre caminho para que mais mutações evoluam, o que poderia desafiar as vacinas atualmente distribuídas da Europa aos EUA.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.