Mercado fechará em 1 h 43 min
  • BOVESPA

    111.783,29
    -2.644,89 (-2,31%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.422,83
    -263,20 (-0,50%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,69
    +1,25 (+1,52%)
     
  • OURO

    1.768,90
    +3,20 (+0,18%)
     
  • BTC-USD

    63.383,61
    +1.596,44 (+2,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.470,46
    +7,10 (+0,49%)
     
  • S&P500

    4.517,29
    +30,83 (+0,69%)
     
  • DOW JONES

    35.432,13
    +173,52 (+0,49%)
     
  • FTSE

    7.217,53
    +13,70 (+0,19%)
     
  • HANG SENG

    25.787,21
    +377,46 (+1,49%)
     
  • NIKKEI

    29.215,52
    +190,06 (+0,65%)
     
  • NASDAQ

    15.388,00
    +97,50 (+0,64%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4728
    +0,0813 (+1,27%)
     

Crise de Covid fortalece papel do dólar em economia global

·2 minuto de leitura
Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Emissores estrangeiros migraram para o dólar neste ano em ritmo recorde, e soberanos da Indonésia à Colômbia, empresas como Nissan e a concessionária de saneamento de Manila acumulam vendas de US$ 1,29 trilhão.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

É uma lição econômica importante da crise de Covid-19: assim como aconteceu na esteira do colapso financeiro global de 2008, o dólar consolida seu papel como moeda dominante mundial, mesmo que políticas unilateralistas do presidente Donald Trump incomodem aliados e rivais.

Leia também

“Sempre que há uma crise, empresas e países correm para garantir que tenham todo o financiamento de que precisam”, disse Jim O’Neill, o ex-economista-chefe do Goldman Sachs que cunhou a sigla BRIC.

“Os mercados de dólar são a única fonte real disponível, então toda a situação se intensifica a partir dela mesma”, de acordo com O’Neill, que é presidente do grupo de política internacional Chatham House.

A facilidade de obter financiamento em dólar no mundo todo tem sido fundamental para evitar que a crise econômica e de saúde se transforme em uma espiral financeira, ao fornecer a empresas e governos acesso barato a fundos. Mas também pode estar plantando sementes para a próxima crise: se o dólar passar por uma tendência de valorização sustentada, aumentará os custos do serviço da dívida, o que pode dificultar pagamentos no futuro.

Esse é um risco particular para mercados emergentes, onde a dívida externa, incluindo empréstimos em dólar, sobe no ritmo mais rápido já registrado, com emissões para todo o ano prestes a ultrapassar US$ 750 bilhões, de acordo com Damian Sassower, estrategista da Bloomberg Intelligence.

A falta de alternativas globais ajuda a explicar parte do papel do dólar. O status do euro como moeda de reserva permanece limitado, e a moeda da China ainda está sujeita a controles de capital.

É também questão de custo. O Federal Reserve ainda injeta enorme liquidez e, com a expectativa de manutenção dos juros próximos de zero nos próximos anos, o dólar é ainda mais atraente como fonte de financiamento.

A emissão total de US$ 1,29 trilhão de tomadores fora dos Estados Unidos neste ano é 21% superior ao mesmo período de 2019, de acordo com dados compilados pela Bloomberg.

Mas o papel crítico do dólar também tem um lado negativo. Deixa os mercados emergentes dependentes do rumo da política monetária dos EUA. Embora pareça distante agora, o aperto da política pelo Fed pode estimular a valorização do dólar.

“A ampla dependência do dólar deixa o sistema financeiro internacional refém dos caprichos das políticas dos EUA, especialmente do Federal Reserve”, disse Eswar Prasad, que já liderou a equipe do Fundo Monetário Internacional na China e trabalha na Universidade Cornell. “Para economias de mercado emergentes, em particular, pode criar efeitos devastadores sobre os fluxos de capital e as taxas de câmbio.”

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos