Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,32 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,82 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,88
    -2,46 (-2,61%)
     
  • OURO

    1.818,90
    +11,70 (+0,65%)
     
  • BTC-USD

    24.498,73
    +280,94 (+1,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    574,64
    +3,36 (+0,59%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,38 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.580,00
    +268,75 (+2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2024
    -0,1213 (-2,28%)
     

Criptomoedas: confira os destaques da semana e as principais cotações

As principais criptomoedas mostram um bom desempenho nestes primeiros dias de julho. Entre abril e junho o preço do Bitcoin registrou um dos piores trimestres da sua história caindo cerca de 57%. Mas atualmente o mercado decidiu dar um alívio para o investidor e nos últimos sete dias a líder mostra uma valorização superior a 12%.

Acompanhe abaixo um resumo das principais notícias da semana e uma panorama do preço das principais moedas digitais.

Projeto de lei das criptomoedas pode ser aprovado nos próximos dias

Expedito Netto (PSD-RO), relator do Projeto de Lei 4401/2021, a Lei das Criptomoedas que vai regulamentar o setor no mercado nacional, é o deputado designado a elaborar o parecer que será discutido e votado na Câmara dos Deputados. O parlamentar enviou o requerimento de votação em caráter de urgência e o PL, que já está nas mãos do presidente do Plenário, pode ser aprovado nos próximos dias.

Clique aqui para ler a matéria completa

Veja quais empresas do mercado cripto faliram ou bloquearam saques até agora

O colapso de plataformas cripto está especialmente conectado com o sentimento pessimista gerado pelo medo e a incerteza do cenário econômico mundial. Bolsas de valores no mundo todo estão em queda, ações de diversas organizações registram fortes baixas; mas apenas no mercado cripto estamos vendo empresas impedindo os clientes de reaver seus investimentos travando os pedidos de saques e instituições entrando com pedidos de falências.

Clique aqui para ler a matéria completa

Banco cripto dos EUA toma calote milionário e vai a falência

O Voyager Digital, um banco estadunidense especializado em produtos de criptomoedas, é a mais nova vítima da onda de falências que devasta o mercado cripto. A empresa de empréstimo e rendimento de ativos digitais já apresentava fragilidade desde o dia 1º de julho, quando suspendeu as negociações, depósitos e saques. A organização registrou o pedido nesta terça-feira (5) sob o Capítulo 11 da Lei de Falências dos EUA.

Clique aqui para ler a matéria completa

Criptomoedas: entenda os motivos das constantes quedas

Este ano o Bitcoin, principal criptomoeda, foi considerado o ativo com o melhor desempenho da década, com valorização de cerca de 890.500% no período. Contudo, os períodos de alta não duram para sempre e nos últimos três meses o preço do criptoativo desvalorizou mais de 58% — o pior trimestre dos últimos 10 anos. A queda não foi exclusiva do BTC, pois o mercado cripto em geral está em baixa. De abril a junho a desvalorização atingiu forte o setor e assustou o investidor.

Clique aqui para ler a matéria completa

Justiça brasileira bloqueia R$ 450 milhões de clientes da Binance

A situação envolvendo a Binance e o Capitual se torna cada vez complexa. A Justiça do Estado de São Paulo bloqueou na sexta-feira dia (30) mais de R$ 450 milhões das contas da empresa, que faz a intermediação da plataforma cripto com os bancos. Isso obrigou a corretora de criptomoedas a travar os saques dos usuários da organização.

Clique aqui para ler a matéria completa

Fechamento semanal dos preços das criptomoedas

A principal criptomoeda, o Bitcoin, inicia o mês de julho com uma alta de 12%. Atualmente está sendo negociada por US$ 21.700 (R$ 114.000). Analistas apontam a correlação da moeda digital com o índice Nasdaq, a bolsa de valores norte-americana, subiu cerca de 5% desde o início do mês.

A Ethereum, outra importante moeda digital, tem uma valorização maior que a do Bitcoin. Nos últimos sete dias a criptomoeda registra uma alta de 16%. No momento da escrita ela é negociada por US$ 1.230 (R$ 6.600).

A Binance Coin, a criptomoeda oficial da maior corretora do mundo, a Binance, registra uma alta semelhante a do Bitcoin com 11% de alta no acumulado da semana, sendo negociada atualmente por US$ 242 (R$ 1.271).

O destaque vai para a Solana que dentre as 10 principais criptomoedas, apresenta uma valorização de mais de 17%, sendo negociada por US$ 38.50 (R$ 202).

Dogecoin, a criptomoeda preferida de Elon Musk, não se abalou com a notícia da desistência do bilionário em adquirir a rede social Twitter. Geralmente a cripto é influenciada por certas atitudes do bilionário, mas dessa vez a moeda digital não se abalou com o evento. O ativo é negociado por US$ 0,06 (RS 3,15), e acumula uma valorização de 4% nos últimos sete dias

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos