Mercado fechado
  • BOVESPA

    100.591,41
    -172,20 (-0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.435,45
    +140,62 (+0,29%)
     
  • PETROLEO CRU

    112,04
    +2,47 (+2,25%)
     
  • OURO

    1.821,60
    -3,20 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    20.285,01
    -630,43 (-3,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    441,05
    -9,01 (-2,00%)
     
  • S&P500

    3.821,55
    -78,56 (-2,01%)
     
  • DOW JONES

    30.946,99
    -491,27 (-1,56%)
     
  • FTSE

    7.323,41
    +65,09 (+0,90%)
     
  • HANG SENG

    22.418,97
    +189,45 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    27.049,47
    +178,20 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    11.680,75
    -359,75 (-2,99%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5390
    -0,0051 (-0,09%)
     

Criptomoeda Luna 2.0 estreia no fim de semana com distribuição “grátis”

Com o colapso da criptomoeda Luna, quando a moeda perdeu 99,9% do seu valor, causando medo e desvalorização em todo o mercado, a equipe de desenvolvedores tiveram que agir e elaborar um plano de reconstrução do projeto, dando vida à Luna 2.0.

A comunidade tem trabalhado dia e noite para coordenar a chegada da nova rede, explicou a Terraform Labs, empresa responsável pela Luna, em uma publicação no Twitter. Os responsáveis comentaram que a Luna 2.0 tem previsão de lançamento neste sábado (28), por volta das 06:00 UTC (3h do Brasil).

A Terraform Labs também utilizou as redes sociais para explicar como será o lançamento da Luna 2.0 e quem poderá receber as novas criptomoedas. Na postagem no Twitter, a organização explica que os principais validadores vão receber o arquivo preultimate-genesis.json para dar início ao processo de criação do bloco 1 da nova cadeia, a operação será coordenada pela empresa.

De acordo com a empresa, a distribuição será através de um Airdrop, uma distribuição normalmente gratuita de tokens ou criptomoedas. A organização explicou que, a partir do momento que a nova rede estiver ativa, a versão mais recente da Luna será executada, e a nova moeda digital compartilhada.

Airdrop Luna 2.0

Uma postagem da Terraform na rede social Medium, explicou como será a distribuição das novas moedas. O post diz que a quantidade de Luna 2.0 que cada investidor receberá será determinada pela quantidade de Luna e UST que têm atualmente ou possuíam antes da “morte” da criptomoeda.

A quantidade de LUNA que você será elegível para receber será determinada pelos tipos de tokens que você possui na rede antiga, o período de tempo em que você manteve esses tokens (com base em snapshots pré-ataque e pós-ataque) e a quantidade de fichas mantidas.

Vale destacar que as principais corretoras, empresas que vendem criptomoedas, já confirmaram que vão participar do Airdrop. Assim que a nova moeda estiver disponível, vão distribuir automaticamente a Luna 2.0 diretamente na carteira dos usuários, que cumprirem os requisitos de recebimento.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos