Mercado fechará em 6 h 4 min
  • BOVESPA

    112.604,31
    -1.189,97 (-1,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.119,55
    -72,78 (-0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,92
    -0,69 (-0,95%)
     
  • OURO

    1.750,70
    -6,00 (-0,34%)
     
  • BTC-USD

    47.324,16
    -224,41 (-0,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.203,88
    -21,65 (-1,77%)
     
  • S&P500

    4.450,42
    -23,33 (-0,52%)
     
  • DOW JONES

    34.646,89
    -104,43 (-0,30%)
     
  • FTSE

    7.032,83
    +5,35 (+0,08%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2654
    +0,0806 (+1,30%)
     

Criptomoeda Litecoin sobe 30% após divulgação de fake news

·2 minuto de leitura

Uma noticia falsa na última segunda-feira (13) que foi retuítada pelo perfil oficial da Litecoin no Twitter acabou aumentando o valor da criptomoeda, e logo em seguida fez ela despencar, quando foi confirmado que a informação não procedia.

A fake news falava que a gigante do varejo Walmart estava fechando uma parceria com a Litecoin para aceitar a moeda como forma de pagamento. Quando a notícia foi retuitada pelo perfil do Twitter oficial do criptoativo, as pessoas entenderam que a informação era real, o que causou uma alta de mais de 30% no valor da criptomoeda, com o valor chegando na casa dos US$ 231,11 (perto de R$ 1.215 na cotação atual).

O release com a informação foi enviado pela TheGlobeNewsWire, uma das maiores plataformas de distribuição de comunicados de imprensa do mundo, e foi publicado por muitos sites de notícias. Segundo o funcionário responsável por ter retuitado a informação no perfil oficial da Litecoin, ele acreditou que a informação era real quando viu o site Reuters postando sobre a parceria.

<em>Gráfico do valor da Litecoin nos últimos 7 dias. O pico é o período da notícia falsa. (Imagem: Reprodução/CoinMarketCap)</em>
Gráfico do valor da Litecoin nos últimos 7 dias. O pico é o período da notícia falsa. (Imagem: Reprodução/CoinMarketCap)

O Walmart, ainda na segunda-feira, confirmou que não tinha nenhum relacionamento com a criptomoeda. A Fundação Litecoin, assim como o Walmart e a GlobalNewsWire, estão trabalhando com autoridades para descobrir quem foi o responsável pela falsa notícia.

Até o fechamento dessa matéria, o Litecoin estava valendo US$ 180 (cerca de R$ 946,89).

Fake news

Charlie Lee, criador da criptomeda, falou para o site Bloomberg que ele não tem razões para tentar inflar o preço da moeda a partir de uma informação falsa, já que ele só possui 20 tokens de Litecoin, se isentando de culpa sobre o ocorrido.

Usar Fake News para inflar o valor de criptomoedas é uma prática já antiga de alguns especuladores. O processo, que é conhecido como “pump and dump”, envolve um grupo inflando o preço do ativo e o vendendo durante a alta, para logo quando a razão do aumento no valor é descoberta como falsa e ele voltar a cair, eles já tenham lucrado. Grupos de especuladores especializados nesse processo existem aos montes no Telegram e no Slack, tentando manipular o mercado para que eles possam obter lucro.

O esquema é geralmente visto como uma tática desonesta, principalmente por envolver muitas vezes a propagação de informações mentirosas. O caso da Litecoin aponta para que o que aconteceu tenha sido um exemplo de pump and dump, porém a investigação ainda está ocorrendo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos