Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.909,03
    -129,08 (-0,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.867,15
    +618,13 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,75
    -0,17 (-0,26%)
     
  • OURO

    1.835,00
    -2,60 (-0,14%)
     
  • BTC-USD

    56.056,99
    -2.425,36 (-4,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.478,24
    -83,06 (-5,32%)
     
  • S&P500

    4.188,43
    -44,17 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    34.742,82
    -34,94 (-0,10%)
     
  • FTSE

    7.123,68
    -6,03 (-0,08%)
     
  • HANG SENG

    28.595,66
    -14,99 (-0,05%)
     
  • NIKKEI

    29.044,48
    -473,86 (-1,61%)
     
  • NASDAQ

    13.322,25
    -34,50 (-0,26%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3586
    +0,0184 (+0,29%)
     

Criminosos 'sequestram' dados da Apple pedem US$ 50 mi de resgate

Redação Finanças
·2 minuto de leitura
The Apple logo is seen on a window of the company's store in Bangkok on March 5, 2021. (Photo by Mladen ANTONOV / AFP) (Photo by MLADEN ANTONOV/AFP via Getty Images)
Ataque anunciado à Apple pelo grupo russo REvil é conhecido como ransomware (Mladen Antonov/AFP via Getty Images)
  • Apple teve projetos roubados por criminosos

  • "Sequestro de dados" foi feito pelo grupo russo de hackers REvil

  • Criminosos pedem resgate de US$ 50 milhões

Criminosos roubaram projetos de alguns dos novos produtos da Apple e agora pedem US$ 50 milhões pelo resgate das informações. O ataque de “sequestro de dados”, conhecido como “ransomware” foi divulgado em primeira mão pelo site The Record. 

Leia também:

O alvo do crime foi na fabricante Quanta, que produz MacBooks e alguns outros aparelhos para a companhia da maçã. O REvil, grupo de hackers da Rússia, roubou esquemas de engenharia e fabricação de eletrônicos da empresa, até mesmo os que ainda não foram lançados.

O REvil foi a público para informar a invasão à Quanta e começou a publicar informações dos projetos da Apple na véspera do primeiro evento de lançamento do ano da companhia norte-americana. 

À Bloomberg, a Quanta confirmou os ataques, mas afirmou que “não houve impacto material nas operações”. Entretanto, não deu mais detalhes.

Os documentos

Segundo o The Verge, as Imagens vazadas mostram esquemas para o desenho do iMac, que até a última quarta-feira (21) não tinha sido visto por ninguém fora da esfera de influência da Apple, confirmando ainda mais que os documentos são verdadeiros.

Também há avisos em quase todas as páginas que dizem: “isto é propriedade da Apple e deve ser devolvido”. Os avisos especificam que os documentos não devem ser reproduzidos, copiados ou publicados.

Desenhos confidenciais e dados pessoais com marcas importantes já estão sendo negociados, segundo os integrantes do REvil. Os criminosos deram até 1º de maio para a Apple pagar o resgate e ter as informações de volta.