Mercado abrirá em 8 h 57 min
  • BOVESPA

    99.605,54
    -1.411,42 (-1,40%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.001,31
    -244,55 (-0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    38,65
    -0,92 (-2,32%)
     
  • OURO

    1.907,60
    -4,30 (-0,22%)
     
  • BTC-USD

    13.832,08
    +77,32 (+0,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    273,41
    +12,12 (+4,64%)
     
  • S&P500

    3.390,68
    -10,29 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    27.463,19
    -222,19 (-0,80%)
     
  • FTSE

    5.728,99
    -63,02 (-1,09%)
     
  • HANG SENG

    24.648,48
    -138,71 (-0,56%)
     
  • NIKKEI

    23.410,76
    -75,04 (-0,32%)
     
  • NASDAQ

    11.530,00
    -58,00 (-0,50%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7193
    -0,0039 (-0,06%)
     

Criminosos registram domínios maliciosos para fraudar durante o Amazon Prime Day

Ramon de Souza
·2 minutos de leitura

Entre os dias 13 e 14 deste mês, a Amazon promoverá a mais nova edição do Amazon Prime Day, um festival de ofertas exclusivas para clientes associados ao programa Prime. Como todo e qualquer evento de compras massivas, o feirão já está sendo explorado por criminosos cibernéticos no intuito de lesar internautas desavisados que pretendem usufruir das promoções oferecidas pelo marketplace global.

Segundo um levantamento feito por pesquisadores da Check Point, diversos domínios maliciosos foram registrados ao longo dos últimos meses contendo os termos “amazon” e “prime”, o que significa que os estelionatários já estão se preparando para espalhar campanhas de phishing e disseminar páginas falsas com ofertas tentadoras. Os especialistas garantem que pelo menos 20% das URLs são maliciosas.

“Detectamos um aumento muito significativo no número de domínios maliciosos que imitam a marca Amazon aproveitando o Prime Day. Antes de os usuários navegarem pelas ofertas no site, é importante que eles estabeleçam uma senha forte, não compartilhem informações confidenciais em sua conta Amazon e verifiquem detalhadamente se o nome de domínio está correto”, explica Omer Dembinsky, diretor de inteligência de dados da companhia.

Uma vez tendo um domínio registrado, os meliantes são capazes de espalhar ofertas falsas. Usuários desatentos podem cair na armadilha e realizar a compra de um item que nunca lhe será entregue — e, para piorar, dar de bandeja aos ladrões dados pessoais e bancários como número de seu cartão de crédito e endereço residencial.

“É fundamental estar ciente de que os cibercriminosos também estão se preparando para o Amazon Prime Day, portanto, clicar no link errado pode colocar as informações pessoais em risco e, até mesmo, levar a perdas financeiras, entre outros danos”, complementa Dembinsky. Para ter uma ideia de quanto dinheiro o evento movimenta, vale lembrar que, em 2019, o Prime Day atingiu a marca de incríveis US$ 7 bilhões em vendas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: