Mercado abrirá em 3 mins
  • BOVESPA

    119.646,40
    -989,99 (-0,82%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.125,71
    -369,70 (-0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,92
    -0,39 (-0,73%)
     
  • OURO

    1.871,30
    +4,80 (+0,26%)
     
  • BTC-USD

    32.560,15
    -941,95 (-2,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    648,39
    -52,23 (-7,45%)
     
  • S&P500

    3.851,85
    +52,94 (+1,39%)
     
  • DOW JONES

    31.188,38
    +257,86 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.746,30
    +5,91 (+0,09%)
     
  • HANG SENG

    29.927,76
    -34,71 (-0,12%)
     
  • NIKKEI

    28.756,86
    +233,60 (+0,82%)
     
  • NASDAQ

    13.347,50
    +53,25 (+0,40%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4219
    +0,0139 (+0,22%)
     

Criminosos estão orquestrando ações para desestabilizar o Caixa Tem, diz governo

Ramon de Souza
·2 minuto de leitura

O governo federal afirma ter identificado uma “ação orquestrada” de criminosos cibernéticos para desestabilizar o funcionamento do Caixa Tem, aplicativo da Caixa Econômica Federal (CEF) usado para resgatar o benefício do Auxílio Emergencial.

De acordo com fontes citadas pelo UOL, uma das ações organizadas envolveu o uso de bots (robôs) para disseminar falsas mensagens dizendo que o aplicativo estaria com problemas para exibição do saldo disponível na conta dos usuários.

O general Oliveira Freitas, assessor especial de Segurança da Informação do GSI (Gabinete de Segurança Institucional da Presidência), confirmou que o número de incidentes registrados e tentativas de fraudes sempre aumenta na véspera de pagamento do auxílio. Tais investidas são identificadas e armazenadas pelo Centro de Tratamento e Resposta a Incidentes Cibernéticos de Governo (CTIR Gov).

De acordo com o órgão, um dos golpes mais comuns envolve a disseminação de apps falsificados infectados com malwares.

“Nós divulgamos apenas dados genéricos para não estimular a prática. Mas sabemos que quando começou esse processo o número de ataques ao sistema aumentou muito. Quando se detecta indício de crime informa-se à Polícia Federal que toma as providências cabíveis”, afirmou Oliveira à UOL. Procurada pelo veículo, a CEF informou que a consulta de saldo “está funcionando normalmente no CAIXA Tem e não houve registro de intermitência na função do aplicativo”.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: