Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.123,85
    -3.459,16 (-3,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.925,52
    -673,01 (-1,30%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,43
    -0,86 (-1,14%)
     
  • OURO

    1.734,40
    -3,10 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    41.742,54
    -1.387,25 (-3,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.033,22
    -23,93 (-2,26%)
     
  • S&P500

    4.352,63
    -90,48 (-2,04%)
     
  • DOW JONES

    34.299,99
    -569,38 (-1,63%)
     
  • FTSE

    7.028,10
    -35,30 (-0,50%)
     
  • HANG SENG

    24.500,39
    +291,61 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    30.183,96
    -56,10 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.778,00
    +13,25 (+0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3423
    +0,0355 (+0,56%)
     

Crianças e adolescentes do Complexo do Alemão são bombeiros por um dia

·1 minuto de leitura

Uma parceria entre o Corpo de Bombeiros e a Voz das Comunidades, fundada por Renê Silva, leva crianças e adolescentes do Complexo do Alemão para uma visita ao quartel central da corporação. No projeto Bombeirinhos, eles passam a manhã no local e conhecem a rotina dos militares, a história, os veículos e equipamentos usados nas operações, além de receberem dicas de prevenção a acidentes.

— Os bombeiros foram muito legais! Nós conhecemos o quartel, o museu, a história, os carros antigos, subimos no caminhão, vimos a cidade lá do alto da escada mecânica! Eu sempre tive vontade de ser bombeiro. Espero um trabalhar junto com eles — disse João Vitor dos Santos, de 16 anos.

A visita ocorre quinzenalmente, e a próxima está marcada para agosto.

— A iniciativa tem como objetivo estimular a cultura preventiva e gerar mudanças comportamentais por meio da promoção de atividades operacionais e ações educativas — afirmou o secretário estadual de Defesa Civil e comandante-geral dos bombeiros, coronel Leandro Monteiro.

Os jovens têm entre sete e 16 anos e são participantes de projetos sociais atendidos pela ONG. A proposta é que eles também se tornem multiplicadores de informações para as famílias e a comunidade. Outro objetivo é despertar vocações ao apresentar o trabalho realizado pela instituição e seus profissionais.

— Foi uma experiência maravilhosa. Aprendi muitas coisas que vou poder passar adiante. Agora eu entendo alguns riscos que corremos no dia a dia e sei como posso evitar, ajudando a salvar vidas — frisou Andreza Duarte, 13 anos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos