Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,66 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,39 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,35
    +0,46 (+0,42%)
     
  • OURO

    1.845,10
    +3,90 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    29.491,47
    +463,56 (+1,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    650,34
    -23,03 (-3,42%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,77 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.838,00
    -40,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1528
    -0,0660 (-1,26%)
     

Criador do iPod acredita que metaverso gerará novos problemas para a internet

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O criador do iPod, Tony Fadell, parece não estar muito animado com a chegada do metaverso. Em entrevista concedida para revista Wired, o chefe da equipe que desenvolveu o tocador de músicas da Apple foi direto ao ponto ao comentar sobre o futuro da internet: "f*da-se o metaverso".

A opinião forte mostra a rejeição de parte da indústria ao conceito popularizado pelo Facebook, que até passou a se chamar Meta para fortalecer a ideia. Não que o Tony seja completamente contra o metaverso, já que ele vê muito potencial em tecnologias associadas a isso, como a realidade aumentada, realidade virtual e a mistura de ambas.

Tony Fadell não pegou carona no hype do metaverso (Imagem: Divulgação/Microsoft)
Tony Fadell não pegou carona no hype do metaverso (Imagem: Divulgação/Microsoft)

O que Fadell não curtiu é a ideia de revolução social vendida como a solução para os problemas da internet atual. "Não sou contra a tecnologia. Sou contra o conceito, o jeito que foi falado. Não existe um problema que precise ser resolvido [com o Metaverso]", explicou durante o lançamento do seu novo livro Build: An Unorthodox Guide to Making Things Worth Making.

Fadell crê na necessidade de correção dos problemas que assolam as redes sociais hoje antes de passar para o próximo. “Eu não quero ouvir sobre um novo ponto de encontro social sem ouvir sobre a nova moderação de conteúdo que vai acontecer”, complementou. Muitas das experiências atuais do metaverso colocam os usuários na pele de um avatar, resultando em interações sociais que não parecem autênticas. "Não consigo ver suas expressões faciais", disse Fadell. "Não consigo me conectar com você."

Metaverso sob críticas

O metaverso criticado pelo profissional é um termo abrangente relacionado aos espaços online onde pessoas poderão se reunir virtualmente por meio de avatares digitais e com o uso de óculos de RV. A ideia é a criação de um mundo permanente, completamente mutável e acessível de qualquer lugar do planeta.

A Meta e a ByteDance, donas das maiores plataformas sociais do mundo, lutam para combater o assédio, os crimes virtuais e os possíveis impactos negativos sobre a sociedade, mas isso ainda não seria o suficiente para o criador do iPod.

Jogos como Roblox, Minecraft e Fortnite são exemplos de metaversos segmentados para a diversão. O game de tiro da Epic, inclusive, investe em shows e parcerias com empresas de cultura pop para levar personagens para a sua plataforma.

Gigantes do mercado tecnológico acreditam que os próximos 10 anos deve ser permeado por tecnologias imersivas que levam as pessoas para o ambiente digital. Lá, seria possível trabalhar, encontrar familiares, namorar, sair com os amigos, assistir a filmes e se divertir online.

Quem é Tony Fadell?

Além de ter sido responsável pelo iPod, Fadell também liderou a equipe responsável pelas três primeiras gerações do iPhone. Após deixar a Maçã, fundou a Nest, empresa de produtos inteligentes para casa, que fortaleceu as tecnologias de aparelhos conectados à web e foi comprada pelo Google.

Ele pode não ser um guru da internet, mas certamente é uma pessoa que enxerga bem as tendências tecnológicas. Será que dessa vez ele acerta ou o metaverso vai mesmo permear as relações na próxima década?

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos