Mercado fechado

Criador de "A Maldição da Mansão Bly" usa fãs para rebater crítica: "pode se f****"

Rafael Monteiro
·2 minutos de leitura
Cena de "A Maldição da Mansão Bly"  (reprodução)
Cena de "A Maldição da Mansão Bly" (reprodução)

“A Maldição da Mansão Bly” é um grande sucesso de público na Netflix. Atração mais vista no catálogo brasileiro nesta quarta-feira (14), a série tem dividido os críticos. No Metacritic, a temporada tem média 62 de 100 possíveis.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Uma crítica em especial tirou o criador da série, Mike Flanagan, do sério. Foi a publicada no jornal britânico Guardian. Escrito pela jornalista Lucy Mangan, o texto começa com a frase: "eu não sou uma fã de (o gênero) terror".

Leia também

Em sua conta no Twitter, Flanagan tratou de retuitar comentários agressivos contra a crítica do Guardian. Um deles foi feito pelo escritor Eric Vespe. "Esta escritora pode ir se f***** imediatamente e isso vale o dobro para qualquer editor designado a ela”, disse.

“Parem de fazer com que as pessoas que não gostam de terror escrevam críticas sobre terror”, outra usuária escreveu. Dizendo-se desconectado da repercussão da série, Flanagan se limitou a dizer.

“Estou no set hoje, e também estava no set quando "A Maldição da Residência Hill" foi lançada, há dois anos, então, nas duas vezes, me senti estranhamente desconectado. Mas estou aliviado e feliz de ver as pessoas gostando”, escreveu.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube