Mercado abrirá em 8 h 8 min

Criador de criptomoeda é condenado a cinco anos de prisão

·3 minuto de leitura
Homem preso cobrindo o rosto criptomoedas golpe Bitcoin fraude condenado
Homem preso cobrindo o rosto criptomoedas golpe Bitcoin fraude condenado

O criador de uma criptomoeda nos Estados Unidos foi condenado a cinco anos de prisão, após confessar ter praticado golpe contra os investidores do negócio.

No mercado de criptomoedas é comum o surgimento de novos projetos diariamente, com vários afirmando ser até melhor que o Bitcoin, a principal do mercado. O site CoinMarketCap, por exemplo, lista mais que 11 mil moedas digitais que já foram criadas.

Vale notar que, mesmo com essa extensa lista de criptomoedas, o Bitcoin tem um domínio de 44% do mercado, seguido pelo Ethereum que domina 18%. Assim, fica claro que muitos projetos são irrelevantes ou desconhecidos e podem até representar grandes riscos para investidores.

Criador de criptomoeda é condenado a cinco anos de prisão, apoiada por famoso boxeador Evander Holyfield

Em 2017, o mercado de criptomoedas viu florescer uma prática chamada de Oferta Inicial de Moedas (ICO), que consistia em apresentar um projeto e captar investimentos diretamente com pessoas.

Desse modo, milhares de criptomoedas foram criadas, mas muitas não se provaram com o tempo. Uma delas é a AriseCoin, criada por Jared Rice.

Entre investidores, essa criptomoeda ganhou fama após ser apoiada até pelo ex-boxeador Evander Holyfield, principal rival de Mike Tyson.

Boxeador Evander Holyfield endossou criptomoeda AriseBank
Boxeador Evander Holyfield endossou criptomoeda AriseBank

A AriseCoin era apenas uma fachada para um golpe de investimentos no mercado de criptomoedas. De acordo com a justiça dos Estados Unidos, essa empresa cometeu uma fraude de títulos no país, ao operar a oferta de investimentos sem autorização para fazer este movimento.

Na época do ICO, a AriseCoin captou cerca de US$ 4 milhões com investidores, o que daria R$ 20 milhões com a cotação do Dólar em R$ 5,21 hoje.

“O CEO do AriseBank, Jared Rice, Sr. – que resolveu uma ação civil envolvendo AriseCoin movida pelo escritório regional de Fort Worth da SEC no ano passado – se confessou culpado de uma acusação de fraude em títulos em março de 2019. Ele foi condenado na quarta-feira pelo juiz distrital dos EUA Ed Kinkeade, que ordenou que ele pagasse $ 4.258.073 em restituição.”

Criador da AriseCoin prometeu o que não era possível cumprir

Ao captar investimentos, a AriseBank, que criou a AriseCoin, prometeu fazer parcerias com a Visa, ter autorização para processar pagamentos bancários e até autorização da FDIC, agência federal dos Estados Unidos que cuida de seguros bancários. A justiça norte-americana lembrou que nenhuma das promessas era verdadeira.

“Na realidade, o AriseBank não tinha autorização para realizar operações bancárias no Texas, não era segurado pelo FDIC e não tinha qualquer tipo de parceria com a Visa.”

Após captar milhões de pessoas, Jared Rice, 33 anos, passou a viver uma vida de luxo, gastando os recursos para benefício pessoal. Mesmo após confessar sua fraude para autoridades, o criador da criptomoeda condenado a prisão continuou escondendo essa informação das pessoas.

Antes desse golpe, ele já havia praticado outras fraudes pela internet e fora condenado em esferas estaduais, informação que também nunca fora revelada aos investidores da AriseBank.

Para comprar AriseCoin os investidores utilizaram Bitcoin, Litecoin e Ethereum, além de Dólar, repassando ao golpista US$ 4,2 milhões. Assim, além da condenação a prisão, Jared Rice terá que pagar uma multa do mesmo valor arrecadado para ressarcir as vítimas.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos