Mercado fechará em 4 h 14 min
  • BOVESPA

    113.051,89
    +19,91 (+0,02%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.743,42
    +105,06 (+0,22%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,76
    -2,65 (-2,96%)
     
  • OURO

    1.790,10
    -8,00 (-0,44%)
     
  • BTC-USD

    23.864,26
    -292,39 (-1,21%)
     
  • CMC Crypto 200

    568,17
    -3,74 (-0,65%)
     
  • S&P500

    4.303,33
    +6,19 (+0,14%)
     
  • DOW JONES

    34.128,37
    +215,93 (+0,64%)
     
  • FTSE

    7.542,46
    +33,31 (+0,44%)
     
  • HANG SENG

    19.830,52
    -210,34 (-1,05%)
     
  • NIKKEI

    28.868,91
    -2,87 (-0,01%)
     
  • NASDAQ

    13.637,25
    -44,00 (-0,32%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2336
    +0,0551 (+1,06%)
     

Criação de vagas nos EUA fica abaixo das expectativas em dezembro; desemprego cai a 3,9%

·2 min de leitura
Anúncio de contratação do Serviço Postal dos EUA em Boston

WASHINGTON (Reuters) - A criação de vagas de trabalho nos Estados Unidos ficou abaixo do esperado em dezembro, em meio à escassez de trabalhadores, e os ganhos no emprego podem permanecer moderados no curto prazo, à medida que as crescentes infecções por Covid-19 afetam a atividade econômica.

Foram gerados, em termos líquidos, 199 mil postos de trabalho fora do setor agrícola no mês passado, informou o Departamento do Trabalho em seu relatório de empregos nesta sexta-feira. Os dados de novembro foram revisados para cima, para mostrarem criação de 249 mil postos de trabalho, em vez dos 210 mil relatados anteriormente.

A taxa de desemprego caiu para 3,9%, ante 4,2% em novembro, ressaltando o aperto nas condições de mercado de trabalho.

Economistas consultados pela Reuters esperavam abertura de 400 mil vagas e queda na taxa de desemprego a 4,1%. As estimativas variaram de 150 mil a 1,1 milhão de postos de trabalho gerados. O governo norte-americano revisou os dados da pesquisa domiciliar, usados para medir a taxa de desemprego, para os últimos cinco anos.

Ainda assim, o relatório de criação de vagas delineia um cenário de uma economia que encerrou 2021 em alta, mesmo que a situação de saúde pública não tenha melhorado tanto quanto as autoridades esperavam.

Os ganhos de emprego abaixo das expectativas em dezembro provavelmente refletem a escassez de mão de obra, assim como anomalias com o chamado ajuste sazonal, utilizado pelo governo para eliminar as flutuações sazonais dos dados.

Na terça-feira, o governo norte-americano disse que havia 10,6 milhões de vagas em aberto no fim de novembro.

O impacto da Ômicron no "payroll" deve ser sentido em janeiro.

Os EUA reportaram quase 1 milhão de novas infecções por coronavírus na segunda-feira, a maior contagem diária no mundo.

Havia sinais de que alguns desempregados estavam retornando ao mercado de trabalho após o fim dos benefícios aos sem trabalho, que eram financiados pelo governo dos EUA. Mas a volta pode sofrer desaceleração devido ao aumento nos casos de Ômicron.

(Por Lucia Mutikani)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos