Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.765,56
    +1.319,90 (+4,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Criação de vagas no setor privado dos EUA aumenta com força em junho, mostra ADP

·2 minuto de leitura

WASHINGTON (Reuters) – A criação de vagas de trabalho no setor privado dos Estados Unidos aumentou de forma sólida em junho, mas o ritmo de contratação diminuiu em relação ao mês anterior, com as empresas ainda se esforçando para encontrar trabalhadores para atender à demanda crescente, à medida que a reabertura da economia ganha impulso.

Foram criados 692.000 empregos no setor privado no mês passado, mostrou nesta quarta-feira o Relatório Nacional de Emprego da ADP. Os dados de maio foram revisados para baixo para mostrar geração de 886.000 vagas, em vez das 978.000 inicialmente relatadas. Economistas consultados pela Reuters previam criação de 600.000 postos de trabalho.

Mais de 150 milhões de norte-americanos já estão totalmente vacinados contra a Covid-19, permitindo às autoridades a remoção das restrições relacionadas à pandemia nas empresas e da necessidade do uso de máscara para pessoas imunizadas.

O relatório da ADP é desenvolvido em conjunto com a Moody’s Analytics e foi divulgado antes de dados do Departamento do Trabalho para junho, observados de perto e abrangentes sobre o emprego, que serão divulgados na sexta-feira. Mas ele tem um histórico ruim de previsão da criação de vagas no setor privado no relatório da agência de estatísticas de trabalho (BLS, na sigla em inglês), devido as diferenças de metodologia.

O relatório da ADP superestimou nos últimos meses a criação de vagas no setor privado refletida nos dados da agência, após subestimar esse crescimento por meio de grande parte da recuperação do emprego, que começou em maio de 2020.

“Ainda é difícil usar os dados da ADP para prever com precisão os dados do BLS”, disse Daniel Silver, economista do JPMorgan em Nova York.

De acordo com pesquisa da Reuters com economistas, a criação de empregos no setor privado foi de provavelmente 600 mil postos de trabalho em junho, depois criação de 492 mil vagas em maio. Espera-se que as contratações do governo tenham aumentado em cerca de 100 mil, o que levaria a um aumento geral de 700 mil postos de trabalho em junho.

A economia criou 559.000 postos de trabalho em maio. A escassez de mão de obra está frustrando os esforços das empresas para aumentar as contratações. Houve um recorde de 9,3 milhões de vagas abertas em abril.

Pelo menos 26 Estados, na sua maioria liderados por governadores republicanos, estão encerrando o subsídio a desempregados financiado pelo governo federal antes de sua data de vencimento, em 6 de setembro. Até o momento, não há evidências de que as retiradas antecipadas, que começaram em 12 de junho e vão até 31 de julho, estejam levando os desempregados aos empregos, embora as listas dos que recebem benefícios estejam diminuindo mais rapidamente nesses Estados.

(Por Lucia Mutikani)

This article was originally posted on FX Empire

More From FXEMPIRE:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos