Mercado fechará em 4 h 12 min
  • BOVESPA

    108.893,08
    -1.893,35 (-1,71%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.781,73
    -516,47 (-0,99%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,32
    -1,10 (-1,32%)
     
  • OURO

    1.780,90
    -4,00 (-0,22%)
     
  • BTC-USD

    63.977,04
    -2.698,45 (-4,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.510,13
    -24,51 (-1,60%)
     
  • S&P500

    4.541,09
    +4,90 (+0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.553,61
    -55,73 (-0,16%)
     
  • FTSE

    7.203,87
    -19,23 (-0,27%)
     
  • HANG SENG

    26.017,53
    -118,49 (-0,45%)
     
  • NIKKEI

    28.708,58
    -546,97 (-1,87%)
     
  • NASDAQ

    15.424,00
    +46,50 (+0,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5629
    +0,0433 (+0,66%)
     

Criação de vagas no setor privado dos EUA acelera em setembro, mostra ADP

·2 minuto de leitura
(Blank Headline Received)

WASHINGTON (Reuters) - A criação de vagas de trabalho no setor privado dos Estados Unidos subiu mais do que o esperado em setembro, conforme as infecções por Covid-19 começaram a diminuir, permitindo aos norte-americanos voltarem a viajar e frequentar restaurantes, entre outras atividades.

Foram criados 568 mil empregos no setor privado no mês passado, mostrou nesta quarta-feira o Relatório Nacional de Emprego da ADP. Os dados de agosto foram revisados para baixo para mostrar geração de 340 mil vagas, em vez das 374 mil inicialmente relatadas.

Economistas consultados pela Reuters previam criação de 428 mil postos de trabalho.

O relatório da ADP é desenvolvido em conjunto com a Moody's Analytics e foi divulgado antes dos dados do Departamento do Trabalho para setembro, mais abrangentes e observados de perto, que serão informados na sexta-feira.

Embora tenha sinalizado forte desaceleração no crescimento do emprego em agosto, a pesquisa possui um histórico ruim de previsão da criação de vagas no setor privado no relatório da agência de estatísticas de trabalho, devido às diferenças de metodologia.

"Continuamos acreditando que o relatório da ADP não é um indicador confiável dos dados de emprego do relatório divulgado pela agência", disse Daniel Silver, economista do JPMorgan em Nova York. "Na primeira publicação dos números de julho, os dados da ADP mostraram criação de 330 mil postos de trabalho no setor privado, enquanto os dados da agência mostraram criação de 703 mil vagas."

Segundo economistas do Bank of America Securities, uma análise de dados sugere que os trabalhadores continuam retornando aos seus locais de trabalho, com o tráfego aéreo e as refeições fora de casa também começando a aumentar. Eles observaram que os dados de cartões de crédito e débito também mostraram uma clara alta nas novas compras e queda nas restituições, "sinal de que as pessoas estão se engajando novamente nas atividades de lazer, o que coincide com a queda nos casos de Covid".

De acordo com pesquisa da Reuters com economistas, a criação de empregos no setor privado foi de provavelmente 450 mil postos de trabalho em setembro, após abertura de 243 mil vagas em agosto. A expectativa é de que as contratações do governo tenham aumentado em cerca de 23 mil, o que levaria a uma abertura geral de 473 mil postos de trabalho.

A economia dos EUA criou 235 mil postos de trabalho em agosto, o menor número em sete meses. O relatório de empregos de setembro será essencial para o Federal Reserve, depois que o banco central dos EUA sinalizou no mês passado que deve começar a reduzir suas compras mensais de títulos já em novembro.

(Por Lucia Mutikani)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos