Mercado fechará em 4 h 26 min
  • BOVESPA

    109.408,06
    +293,91 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.269,89
    +461,33 (+1,03%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,03
    +2,32 (+3,02%)
     
  • OURO

    1.640,50
    +7,10 (+0,43%)
     
  • BTC-USD

    20.133,29
    +1.073,89 (+5,63%)
     
  • CMC Crypto 200

    460,12
    +0,98 (+0,21%)
     
  • S&P500

    3.671,04
    +16,00 (+0,44%)
     
  • DOW JONES

    29.332,25
    +71,44 (+0,24%)
     
  • FTSE

    7.027,29
    +6,34 (+0,09%)
     
  • HANG SENG

    17.860,31
    +5,17 (+0,03%)
     
  • NIKKEI

    26.571,87
    +140,32 (+0,53%)
     
  • NASDAQ

    11.413,25
    +97,00 (+0,86%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1437
    -0,0357 (-0,69%)
     

Crescimento do setor de serviços da China desacelera em agosto, mostra PMI Caixin

Bandeira da China é vista em Pequim

PEQUIM(Reuters) - Uma forte recuperação no setor de serviços da China perdeu um pouco de força em agosto em meio a novos surtos de Covid-19, mas a confiança empresarial subiu para um pico em nove meses em uma rara boa notícia para a economia asiática em dificuldades, mostrou uma pesquisa privada nesta segunda-feira.

O índice de gerentes de compras (PMI) de serviços do Caixin caiu para 55,0, de 55,5 em julho, que tinha sido o maior patamar em 15 meses, mas permaneceu em território expansionista. A marca de 50 pontos separa crescimento de contração em uma base mensal.

A leitura veio em linha com a pesquisa oficial da China, divulgada na semana passada, que mostrou que a expansão no setor de serviços desacelerou, possivelmente devido a interrupções prolongadas relacionadas à Covid e ao impacto das piores ondas de calor em décadas.

O total de novos pedidos aumentou pelo terceiro mês consecutivo, mas a demanda externa permaneceu moderada com o novo subíndice de negócios de exportação encolhendo pelo oitavo mês consecutivo em meio a restrições contínuas nas viagens.

Apesar do aumento de novos negócios, as empresas novamente demitiram funcionários. O setor de serviços é uma das indústrias mais vulneráveis ​​sob a política Covid zero de Pequim e também foi atingido por uma forte queda no mercado imobiliário.

(Por Liangping Gao, Ellen Zhang e Ryan Woo)