Mercado fechado

Crescimento do setor de serviços da China tem mínima de 8 meses em outubro, mostra PMI do Caixin

Por Gabriel Crossley e Yawen Chen

Por Gabriel Crossley e Yawen Chen

PEQUIM (Reuters) - A atividade do setor de serviços da China expandiu no ritmo mais lento em oito meses em outubro, uma vez que as novas encomendas desaceleraram e a confiança do empresário atingiu a mínima de 15 meses, mostrou nesta terça-feira a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) do Caixin/Markit.

O PMI de serviços do Caixin/Markit caiu a 51,1 no mês passado, igualando a mínima de fevereiro e ante 51,3 em setembro. O índice permanece acima da marca de 50 que separa crescimento de contração desde o final de 2005.

A queda indica pressão sobre o setor, depois que a leitura oficial do PMI de serviços publicada pela Agência Nacional de Estatísticas caiu ao nível mais baixo desde fevereiro de 2016.

As expectativas para o cenário em um ano recuaram ao patamar mais baixo desde julho de 2018, mostrou o PMI do Caixin, em meio a condições fracas do mercado, de acordo com Zhong Zhengsheng, diretor de análise macroeconômica do CEBM Group.