Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.923,93
    +998,33 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,18 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,34
    -0,88 (-1,08%)
     
  • OURO

    1.811,40
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    17.033,64
    +37,96 (+0,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,33
    +2,91 (+0,72%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,87 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.979,00
    -83,75 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4940
    +0,0286 (+0,52%)
     

Crescimento do PIB da Alemanha aumenta expectativas de recessão menos severa

Vista de Berlim, Alemanha

BERLIM (Reuters) - A economia da Alemanha cresceu um pouco mais no terceiro trimestre do que o sugerido por números preliminares, ampliando os sinais de que uma esperada recessão não será tão forte quanto inicialmente temido, mostraram dados nesta sexta-feira.

A maior economia da Europa expandiu 0,4% no terceiro trimestre sobre os três meses anteriores e 1,3% na base anual, ajustada para efeitos de preço e calendário, disse o escritório federal de estatísticas

Analistas consultados pela Reuters esperavam que a economia crescesse 0,3% na base trimestral e 1,2% na anual.

Os gastos das famílias foram a principal razão para o aumento, pois os consumidores viajaram e saíram mais depois que quase todas as restrições da pandemia foram levantadas.

"Não é de forma alguma uma conclusão inevitável que o crescimento do PIB do terceiro trimestre marca o fim das taxas de crescimento positivas por enquanto", disse o economista-chefe do VP Bank Thomas Gitzel, que acrescentou que o quarto trimestre também pode ser positivo.

O governo prevê que a economia crescerá 1,4% este ano e contrairá 0,4% no próximo ano.

(Reportagem de Rene Wagner, Klaus Lauer e Miranda Murray)