Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -635,14 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,13 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,78
    +0,49 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.879,50
    -16,90 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    35.525,11
    -1.316,47 (-3,57%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,36 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,25 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,83 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    13.992,75
    +33,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1926
    +0,0391 (+0,64%)
     

Crescimento econômico da Índia acelera no 1º tri, antes da grande onda de Covid-19

·1 minuto de leitura
Pessoas caminham em mercado lotado em meio à pandemia de Covid-19 nos bairros antigos de Délhi, Índia

Por Manoj Kumar e Aftab Ahmed

NOVA DÉLHI (Reuters) - O crescimento econômico da Índia acelerou no primeiro trimestre, mas os economistas estão pessimistas em relação a este trimestre após uma grande segunda onda de infecções por Covid-19 atingir o país no mês passado.

O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 1,6% em janeiro-março em comparação com o mesmo período do ano anterior, impulsionado principalmente pelo crescimento do setor industrial, mostraram dados do ministério de estatísticas indiano nesta segunda-feira.

No quarto trimestre, a economia havia crescido 0,5% na base anual, em dado revisado. A expectativa em pesquisa da Reuters era de uma expansão de 1,0%.

A Índia também revisou suas estimativas anuais do PIB para o ano fiscal, prevendo uma contração de 7,3%, menor do que sua estimativa anterior de queda de 8,0%.

Uma lenta campanha de vacinação e restrições locais após uma segunda onda forte de infecções e mortes em todo o país atingiram atividades econômicas como varejo, transporte e construção, deixando milhões de pessoas sem trabalho.

Garima Kapoor, economista da Institutional Equities, Elara Capital Mumbai, disse que os números do PIB de março refletiram o impacto do desbloqueio da economia antes da segunda onda.

"A recuperação nos gastos do consumidor seria, portanto, mais gradual do que a primeira onda, com a vacinação sendo o principal impulsionador."

(Reportagem adicional de Nidhi Verma em Nova Délhi, Swati Bhat em Mumbai e Rama Venkat em Bengaluru)