Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.916,52
    +152,27 (+0,14%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.637,63
    -215,74 (-0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,00
    -3,09 (-3,36%)
     
  • OURO

    1.794,60
    -20,90 (-1,15%)
     
  • BTC-USD

    24.014,81
    -270,26 (-1,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    570,34
    -20,42 (-3,46%)
     
  • S&P500

    4.297,14
    +16,99 (+0,40%)
     
  • DOW JONES

    33.912,44
    +151,39 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.509,15
    +8,26 (+0,11%)
     
  • HANG SENG

    20.040,86
    -134,76 (-0,67%)
     
  • NIKKEI

    28.871,78
    +324,80 (+1,14%)
     
  • NASDAQ

    13.680,75
    +103,00 (+0,76%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1737
    -0,0298 (-0,57%)
     

Crescimento do turismo espacial pode afetar camada ozônio, aponta estudo

Cientistas analisaram os dados de 103 lançamentos que aconteceram ao redor do mundo em 2019. Foto: REUTERS/Mike Blake.
Cientistas analisaram os dados de 103 lançamentos que aconteceram ao redor do mundo em 2019. Foto: REUTERS/Mike Blake.
  • Estudo projeta possíveis danos do turismo espacial para a camada de ozônio;

  • Pesquisa demonstrou que resíduos expelidos por foguetes são 500 vezes mais eficientes em conservar calor na atmosfera que outras fontes de fuligem e gases juntas;

  • Cientistas analisaram os dados de 103 lançamentos que aconteceram ao redor do mundo em 2019.

O turismo espacial está em alta. E com o crescente interesse sobre o novo negócio, algumas preocupações começam a surgir paralelamente. Um estudo recente publicado na revista Earth's Future aponta para os possíveis danos dessas viagens à camada de ozônio.

A pesquisa, realizada em conjunto pelo Colégio Universitário de Londres (UCL) com a Universidade de Cambridge e o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), descobriu que a fuligem expelida por foguetes danificam a camada de ozônio ao redor da terra e conservam calor 500 vezes mais que outras fontes do tipo.

Leia também:

Os pesquisadores analisaram os dados de 103 lançamentos que aconteceram ao redor do mundo em 2019. Observou-se também que os resíduos são expelidos diretamente na estratosfera quando ocorre o desacoplamento de etapas do foguete.

Ainda que os pesquisadores reconheçam que tais danos são pequenos atualmente, eles apontam para a necessidade de regulamentação da crescente indústria de viagens turísticas ao espaço.

Segundo a pesquisa, se o turismo espacial continuar a aumentar semanalmente é possível que o Protocolo de Montreal seja prejudicado.

O tratado, instaurado em 1987, visa ao compromisso dos países em substituir os elementos responsáveis por destruir a estratosfera.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos