Mercado fechará em 3 h 7 min

Crescimento da Alemanha desacelera com força em 2019 em meio a disputas comerciais

Por Michael Nienaber e Thomas Seythal

Por Michael Nienaber e Thomas Seythal

BERLIM (Reuters) - A economia da Alemanha cresceu 0,6% em 2019, expansão mais fraca desde 2013 uma vez que os exportadores do país enfrentaram crescentes obstáculos provenientes das disputas comerciais.

A estimativa preliminar, divulgada nesta quarta-feira pela Agência Federal de Estatísticas, ficou em linha com a expectativa em pesquisa da Reuters e mostrou forte desaceleração após crescimento de 1,5% do Produto Interno Bruto em 2018.

"Isso significa que a economia alemã cresceu pelo 10º ano seguido. Esse é o período mais longo de crescimento desde a reunificação alemã", disse o funcionário da agência de estatísticas Albert Braakmann, acrescentando que um consumo privado mais forte, maiores gastos estatais e aumento da construção sustentaram a economia em 2019.

A agência disse que o superávit orçamentário do setor público, incluindo Estados, municípios e sistema de seguridade social, caiu para 49,8 bilhões de euros, ou 1,5% do PIB, após 62,4 bilhões de euros ou 1,9% no ano anterior.

As exportações subiram 0,9% no ano passado após aumento de 2,1% em 2018, enquanto as importações cresceram 1,9% depois de salto de 3,6%, completou a agência. Isso sugere que o comércio teve impacto negativo sobre o crescimento econômico geral no ano passado.