Mercado fechará em 5 h 35 min
  • BOVESPA

    112.001,33
    -1.811,54 (-1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.471,72
    -258,08 (-0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    90,61
    +0,11 (+0,12%)
     
  • OURO

    1.765,40
    -5,80 (-0,33%)
     
  • BTC-USD

    21.444,85
    -2.052,87 (-8,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    508,66
    -32,94 (-6,08%)
     
  • S&P500

    4.235,61
    -48,13 (-1,12%)
     
  • DOW JONES

    33.749,27
    -249,77 (-0,73%)
     
  • FTSE

    7.553,19
    +11,34 (+0,15%)
     
  • HANG SENG

    19.773,03
    +9,12 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    28.930,33
    -11,81 (-0,04%)
     
  • NASDAQ

    13.289,50
    -233,75 (-1,73%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2111
    -0,0027 (-0,05%)
     

Crescimento alemão estagna com escassez de gás da Rússia, diz FMI

Logotipo do FMI do lado de fora da sede da instituição em Washington, EUA

BERLIM (Reuters) - O Fundo Monetário Internacional (FMI) revisou para baixo suas previsões de crescimento para a Alemanha, a 1,2% neste ano e 0,8% em 2023, já que a invasão da Ucrânia pela Rússia tem freado a recuperação econômica pós-pandemia no país.

Em maio, o Fundo esperava que o Produto Interno Bruto (PIB) da maior economia da Europa aumentasse 2% em 2022 e tivesse crescimento ligeiramente acima de 2% em 2023, após expansão de 2,9% em 2019.

Os números mais recentes do FMI, com base em uma consulta anual recentemente concluída com a Alemanha, são mais sombrios do que os estimados pelo banco central alemão (Bundesbank), que em junho previu crescimento de 1,9% e 2,4% em 2022 e 2023, respectivamente.

O FMI apontou a alta inflação dos custos de energia como um freio ao crescimento, com os preços devendo subir 7,7% em 2022 e 4,8% em 2023.

"A incerteza é muito alta, com riscos para a previsão de crescimento no cenário-base inclinados para baixo e riscos para o prognóstico de inflação inclinados para cima", disse o Fundo em comunicado.

"A maior ameaça é um fechamento persistente das exportações restantes de gás russo para a Europa", acrescentou.

Além do conflito, o FMI alertou que o ressurgimento de infecções por Covid-19 também pode prejudicar o crescimento alemão ao intensificar as interrupções na cadeia de suprimentos.

(Texto de Rachel More)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos