Crescem obras de imóveis residenciais nos EUA

O número de obras de imóveis residenciais iniciadas nos EUA subiu 3,6% em outubro, na comparação com setembro, para a média anual sazonalmente ajustada de 894.000, informou o Departamento do Comércio. A alta contrariou a previsão dos economistas ouvidos pela Dow Jones, de retração de 4,5%, para a taxa anual ajustada sazonalmente de 833 mil. Em relação a outubro do ano passado, as obras aumentaram 41,9%. A leitura marcou a taxa mais alta desde julho de 2008, antes da crise financeira.

O Departamento do Comércio disse que a supertempestade Sandy teve um impacto mínimo nos dados porque afetou somente uma pequena parte do país e ocorreu no fim do mês.

A construção de casas de uma família, que representam dois terços das construções de moradias iniciadas no país no mês passado, recuaram 0,2% em outubro, para 594 mil unidades. Em bases anuais, a construção de residências de uma família aumentou 35,3%.

O número de novas obras iniciadas em setembro foi revisado em queda para um alta de 15,1% na comparação com agosto, para 863 mil.

As permissões para novas construções caíram 2,7% em outubro, atingindo a média anual de 866 mil, superando as previsões dos economistas de permissões para 860 mil.

As obras de moradias iniciadas reais, que são calculadas sem ajustes sazonais, aumentaram para 77.900 unidades, de 77.800 em setembro em números revisados. As informações são da Dow Jones.

Carregando...