Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,66 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,39 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,35
    +0,46 (+0,42%)
     
  • OURO

    1.845,10
    +3,90 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    29.469,27
    +489,95 (+1,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    650,34
    -23,03 (-3,42%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,77 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.838,00
    -40,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1528
    -0,0660 (-1,26%)
     

Cresce o trabalho doméstico informal no Brasil

·2 min de leitura
Trabalho doméstico informal para a categoria é ilegal e pessoas que exercem o serviço podem cobrar o direito na justiça
Trabalho doméstico informal para a categoria é ilegal e pessoas que exercem o serviço podem cobrar o direito na justiça (Getty Image)
  • Após o desemprego causado pela pandemia, mais pessoas voltam a ser empregadas no setor

  • Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios mostram que informalidade aumentou

  • Especialistas alertam que a prática é ilegal e que trabalhadores podem cobrar direitos na justiça

Durante o período de isolamento social, o setor de trabalhadores domésticos foi intensamente afetado pelo desemprego e perda de renda. Com a retomada das atividades presenciais, a quantidade de pessoas exercendo atividades remuneradas aumentou.

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) revela que no começo de 2022 ocorreu um crescimento de 6% nos postos de emprego doméstico. Ao todo, foram 315 mil contratações, aumentando para 5,6 milhões trabalhadores ocupando postos na categoria.

Apesar de animadores, os números da PNDA também mostram que o percentual de informalidade também subiu. O levantamento revela que o número de pessoas trabalhando sem registro subiu de 72,15% para 74,75% em 2022.

A pesquisa reforça que as posições de trabalho doméstico ainda são ocupadas, em grande maioria, por mulheres negras.

"Se você contrata uma pessoa para trabalhar diariamente como empregada doméstica na sua casa, com horário a cumprir, ela tem que ter a carteira anotada. Isso não é uma opção […] não interessa se ela concordou com isso. É indiferente. Pode ter um contrato assinado dizendo que não existe vínculo que esse documento não tem valor nenhum”, explicou o advogado trabalhista Sérgio Batalha em entrevista ao portal Ig.

Batalha explicou ainda que esses prestadores de serviço precisam ter vinculo empregatício e que o trabalho informal para a categoria é ilegal. Ou seja, as pessoas que exercem o serviço podem cobrar o direito na justiça. O especialista reforça que é preciso deixar claro quais serão as funções a serem exercidas, para que novas atividades não sejam acrescidas após o início das atividades.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos