Mercado fechado

Cresce no Brasil busca por carros com mais de 13 anos de uso

Veículos com 13 anos ou mais de uso foram os mais procurados no mês de agosto (Getty Image)
Veículos com 13 anos ou mais de uso foram os mais procurados no mês de agosto (Getty Image)
  • Entre julho e agosto a busca por carros usados cresceu 10,99%

  • Veículos de R$ 10 mil a 25 mil foram os mais procurados no segundo trimestre

  • O automóvel novo mais barato do Brasil custa R$ 64.690

O preço do carro novo não para de subir. Com a elevação dos valores de marcas que eram consideradas "populares" no passado, cada vez mais os consumidores procuram por veículos mais antigos.

Dados divulgados pela Fenabrave apontam que o crescimento nas vendas de carros novos em todo o país (14,45%) foi maior entre julho e agosto do que o aumento nas vendas dos usados (10,99%). No entanto, o valor ainda é expressivo, se comparado com os hábitos de consumo do passado.

Os mais "velhinhos”, com 13 anos ou mais de uso, foram os mais procurados no mês de agosto. Além de serem mais baratos, em alguns estados, veículos com mais de 15 ou 20 anos também não pagam mais IPVA.

Reforçando essa tendência, uma pesquisa feita pelo portal OLX mostrou que veículos de R$ 10 mil a 25 mil foram os mais procurados no site no segundo trimestre deste ano, sendo que 26% dos interessados deram preferência a essa faixa de preços, 1,5 ponto percentual a mais do que os três primeiros meses de 2022.

Já os os modelos entre R$ 25 mil e R$ 40 mil são buscados por 19,5% dos condutores, seguidos pelos que procuram carros de R$ 40 mil a R$ 55 mil.

Mesmo parecendo valores altos, eles ainda são bem menores do que os cobrados pelas lojas de automóveis saídos de fábrica. Atualmente, o carro novo mais barato do Brasil, o Fiat Mobi, custa R$ 64.690.