Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.513,62
    +1.085,64 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.558,32
    +387,54 (+0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,35
    +0,05 (+0,07%)
     
  • OURO

    1.774,40
    -2,30 (-0,13%)
     
  • BTC-USD

    35.046,55
    +1.455,70 (+4,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    845,42
    +58,80 (+7,48%)
     
  • S&P500

    4.266,49
    +24,65 (+0,58%)
     
  • DOW JONES

    34.196,82
    +322,58 (+0,95%)
     
  • FTSE

    7.109,97
    +35,91 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    28.882,46
    +65,39 (+0,23%)
     
  • NIKKEI

    29.099,30
    +224,07 (+0,78%)
     
  • NASDAQ

    14.345,75
    -8,50 (-0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,8620
    -0,0003 (-0,01%)
     

Credit Suisse corta laços com SoftBank após crise da Greensill

·3 minuto de leitura

(Bloomberg) -- O Credit Suisse decidiu cortar laços com o SoftBank, um investidor de peso do colapsado império financeiro da cadeia produtiva de Lex Greensill, após alegações de conflito de interesses.

O banco suíço não fará mais novos negócios com a empresa japonesa, disseram pessoas com conhecimento da situação, que não quiseram ser identificadas. A decisão pode afetar o Credit Suisse: o SoftBank tem sido um negociador ativo e, no ano passado, o Credit Suisse e outros bancos tinham cerca de US$ 8 bilhões em ações do SoftBank em garantia, comprometidas pelo fundador Masayoshi Son.

Não está claro por quanto tempo o veto estará em vigor ou se afeta quaisquer negócios em andamento.

O Credit Suisse está revisando seu nível de risco e relacionamento com clientes depois de ser atingido pelo colapso duplo da Greensill e da Archegos Capital Management. O novo presidente do conselho, António Horta-Osorio, prometeu uma revisão abrangente depois que o banco foi obrigado a suspender bilhões de dólares de fundos que administrava com a Greensill e de sofrer um impacto de US$ 5,5 bilhões da Archegos, o que levantou questões sobre a supervisão de clientes importantes.

Um porta-voz do SoftBank, que tem sede em Tóquio, não estava disponível, enquanto o Credit Suisse não comentou.

O Credit Suisse conduziu uma revisão interna dos fundos da Greensill após alegações de possíveis conflitos de interesse envolvendo o SoftBank no ano passado. Várias empresas do portfólio do SoftBank receberam empréstimos por meio de fundos da cadeia de suprimentos do Credit Suisse, enquanto o SoftBank também investia nos fundos do Credit Suisse. Após o colapso, o SoftBank retirou US$ 700 milhões dos fundos e o banco também mudou suas diretrizes de investimento para os fundos do Credit Suisse com o objetivo de reduzir a exposição máxima a um único tomador.

As relações financeiras sobrepostas levantaram dúvidas se o SoftBank estava usando os fundos do Credit Suisse para apoiar os investimentos do Vision Fund, incluindo a Greensill Capital, no qual tinha uma participação significativa.

O SoftBank reduziu sua participação de US$ 1,5 bilhão na Greensill para perto de zero depois que o Credit Suisse foi obrigado a fechar seus quatro fundos vinculados à Greensill em março, disseram pessoas a par do assunto. O SoftBank busca receber US$ 1,15 bilhão como compensação como parte dos processos de insolvência da Greensill.

O Credit Suisse comercializou seus populares fundos de financiamento da cadeia produtiva como um dos investimentos mais seguros que oferecia, porque os empréstimos eram garantidos por faturas geralmente pagas em semanas, e os fundos estavam segurados. Mas, à medida que os fundos se converteram em uma estratégia de US$ 10 bilhões, se desviaram desse foco e muito do dinheiro foi emprestado por meio da Greensill contra a expectativa de faturas futuras, para vendas com mínima previsão. O colapso da empresa obrigou o Credit Suisse a liquidar os fundos, e o pagamento dos investidores ainda é incerto.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos