Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.232,74
    +1.308,56 (+1,22%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.563,98
    +984,08 (+1,98%)
     
  • PETROLEO CRU

    113,89
    +3,40 (+3,08%)
     
  • OURO

    1.822,90
    +14,70 (+0,81%)
     
  • BTC-USD

    29.994,87
    -903,86 (-2,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    667,04
    +424,36 (+174,87%)
     
  • S&P500

    4.008,01
    -15,88 (-0,39%)
     
  • DOW JONES

    32.223,42
    +26,76 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.464,80
    +46,65 (+0,63%)
     
  • HANG SENG

    19.950,21
    +51,44 (+0,26%)
     
  • NIKKEI

    26.547,05
    +119,40 (+0,45%)
     
  • NASDAQ

    12.236,75
    -146,00 (-1,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2803
    +0,0212 (+0,40%)
     

Credit Suisse congelou US$10,6 bi em ativos sancionados no 1° trimestre

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Michael Shields e Brenna Hughes Neghaiwi

ZURIQUE (Reuters) - O Credit Suisse congelou 10,4 bilhões de francos suíços (10,63 bilhões de dólares) em ativos de clientes ricos no primeiro trimestre, após sanções impostas em conexão com a invasão da Ucrânia pela Rússia, mostrou documento do banco nesta quinta-feira.

O relatório deu detalhes dos resultados do primeiro trimestre, originalmente publicados na semana passada.

O banco também disse que os clientes russos agora detêm menos de 4% dos ativos em seus negócios de gestão de patrimônio.

Na semana passada, o Credit Suisse havia reportado um prejuízo líquido de 273 milhões de francos suíços no trimestre, em meio a provisões para litígios líquidos de 703 milhões de francos, bem como um golpe de 206 milhões de francos ligado ao conflito na Ucrânia.

O relatório financeiro publicado na quinta-feira mostrou que os empréstimos brutos com baixa contábil aumentaram 230 milhões de francos em relação ao final de 2021.

O Credit Suisse disse que isso foi impulsionado pelo financiamento de aviação e iates, financiamento de exportação e hipotecas europeias, parcialmente compensados ​​por uma diminuição no financiamento de navios.

O Credit Suisse disse que temores com liquidez e solvência persistem no setor imobiliário da China, com impactos adversos na economia chinesa e nos mercados globais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos