Mercado abrirá em 5 mins
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,21 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,09
    -0,86 (-1,16%)
     
  • OURO

    1.813,20
    -4,00 (-0,22%)
     
  • BTC-USD

    39.357,14
    -2.305,96 (-5,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    960,67
    +10,77 (+1,13%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,03 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.067,88
    +35,58 (+0,51%)
     
  • HANG SENG

    26.235,80
    +274,77 (+1,06%)
     
  • NIKKEI

    27.781,02
    +497,43 (+1,82%)
     
  • NASDAQ

    15.023,75
    +68,00 (+0,45%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1013
    -0,0867 (-1,40%)
     

Crítica: ‘Velozes e Furiosos 9’ celebra legado da franquia

·4 minuto de leitura
Crítica: ‘Velozes e Furiosos 9’ celebra legado da franquia
Crítica: ‘Velozes e Furiosos 9’ celebra legado da franquia

Com lançamento inicialmente previsto para 2020, ‘Velozes e Furiosos 9′ acabou tendo a estreia empurrada para 2021, em razão da pandemia. O adiamento do filme, que chega nesta quinta-feira (24) aos cinemas, acabou por levar a estreia a coincidir com o aniversário de 20 anos da franquia. E o novo capítulo da série cinematográfica é marcado justamente por um tom de celebração da saga ao longo dessas duas décadas.

Leia mais:

Lançado originalmente em 22 de junho de 2001, ‘Velozes e Furiosos’ era algo bem diferente do que a franquia representa na atualidade. No primeiro filme, o time liderado por Dominic Toretto (Vin Diesel) era essencialmente uma gangue que praticava roubos audaciosos de mercadorias em caminhões de transporte. Hoje, a equipe é quase uma versão dos Vingadores sem superpoderes, embora capaz de feitos sobre-humanos.

Imagem traz cena do filme e exibe
Na trama, Letty (Michelle Rodriguez) e Dom (Vin Diesel) e deixam de lado rotina pacata e retornam às missões em alta velocidade. Crédito: Universal Pictures/Divulgação

O nono filme começa com um flashback mostrando o jovem Dom Toretto (Vinnie Bennett) e um personagem até então nunca mencionado na série, seu irmão Jakob (Finn Cole). Após um incidente dramático e desentendimento grave, os dois terminam brigando e nunca mais se vendo novamente.

No presente, Dom (Vin Diesel) e Letty (Michelle Rodriguez) levam uma vida tranquila no campo, cuidando do filho de Toretto, Brian. O casal é, então, contatado por sua antiga equipe, que recebeu um pedido de ajuda de Mr. Nobody (Kurt Russell), agente governamental que recorreu diversas vezes aos serviços de Toretto e companhia. O que leva Dom a embarcar na missão de resgate é justamente uma pista sobre seu irmão (John Cena).

Desta vez, uma ameaça forçará Dom a confrontar os pecados de seu passado e salvar aqueles que ele mais ama. Sua equipe se une contra uma trama mundial liderada por um assassino e motorista de alto desempenho: um homem que também é o irmão abandonado de Dom, Jakob (John Cena, de “O Esquadrão Suicida”).

Explosões, espaço etc.

‘Velozes e Furiosos 9’ tem novamente Justin Lin na direção, que comandou também os terceiro, quarto, quinto e sexto filmes. Além de ser o diretor mais frequente da franquia, é o mais consistente e entregou alguns dos melhores capítulos da saga. A escolha de um veterano na série se mostra acertada, principalmente para dirigir um capítulo que parece pensado para celebrar tudo que foi feito até aqui.

Este nono filme traz um pouco de todas as coisas que modelaram ‘Velozes e Furiosos’ na última década, principalmente a partir de ‘Operação Rio’ (2011), quinta parte da série. Temos diferentes paisagens (Londres, Tóquio, Edimburgo e Azerbaijão são alguns países onde a ação se desenvolve), perseguições e explosões e muitas, muitas mesmo, cenas improváveis.

Cada vez mais deslocados da realidade, os filmes de ‘Velozes e Furiosos’ apostam – e se saem muito bem – no exagero, sem se preocupar com a verossimilhança. O personagem Roman (Tyrese Gibson) faz um aceno para o público sobre esse aspecto ao indagar seus companheiros como é possível que eles, pessoas comuns, consigam realizar todo tipo de feito improvável e, ainda por cima, saírem ilesos.

E como a cada filme os realizadores estão dedicados a extrapolar limites, neste chegamos a ter uma ida ao espaço. E soa perfeitamente plausível dentre toda implausibilidade da franquia.

Após uma sequência no espaço, o que podemos esperar de ‘Velozes e Furiosos 10’? Crédito: Universal Pictures/Divulgação
Após uma sequência no espaço, o que podemos esperar de ‘Velozes e Furiosos 10’? Crédito: Universal Pictures/Divulgação

A volta de Han (Sung Kang) e de outros personagens vistos anteriormente na saga complementa esse lado festivo que o filme tem. A explicação para trazer de volta Han, supostamente morto no sétimo filme, é aceitável e deixa também um gancho para o próximo filme. Aliás, aguarde a cena pós-crédito e tenha um vislumbre do que está por vir.

Han (Sung Kang) surpreende Roman (Tyrese Gibson) após retornar da suposta morte.
Han (Sung Kang) surpreende Roman (Tyrese Gibson) após retornar da suposta morte.

Quando nos sentamos para assistir a um novo capítulo de ‘Velozes e Furiosos’ não esperamos exatamente um roteiro surpreendente ou grandes dramas. Mas a série oferece, sim, algo além de sequências mirabolantes e entrega uma jornada divertida, com personagens cativantes e uma mensagem simpática sobre companheirismo e família. Dito isso, o nono filme é um delicioso escapismo e um ótimo presente de aniversário de 20 anos.

Fim da saga?

Vin Diesel, também produtor de ‘Velozes e Furiosos’, já declarou que a saga caminha para o seu fim e que o décimo capítulo será dividido em dois filmes. Os longas serão gravados simultaneamente e deverão contar, mais uma vez, com a direção de Justin Lin.

Cardi B, que faz uma pequena participação como Leysa em ‘Velozes e Furiosos 9’, estará presente também no próximo filme da série. Crédito: Universal Pictures/Divulgação.
Cardi B, que faz uma pequena participação como Leysa em ‘Velozes e Furiosos 9’, estará presente também no próximo filme da série. Crédito: Universal Pictures/Divulgação.

O desfecho da série principal, ao que tudo indica, não significará o final da rentável franquia, que deve continuar com filmes derivados, a exemplo de ‘Velozes & Furiosos: Hobbs & Shaw’ (2019), e em outras produções como a animação da Netflix ‘Velozes & Furiosos: Espiões do Asfalto’.

Considerando que os filmes já renderam mais de US$ 5 bilhões em todo o mundo e que a marca continua em ascensão, é bem provável que sigamos, por um bom tempo, vendo perseguições em alta velocidade e todo tipo de exagero proporcionado pela franquia nos cinemas. Ainda bem.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos