Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.232,74
    +1.308,56 (+1,22%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.563,98
    +984,08 (+1,98%)
     
  • PETROLEO CRU

    113,82
    -0,38 (-0,33%)
     
  • OURO

    1.824,80
    +10,80 (+0,60%)
     
  • BTC-USD

    30.095,45
    -1.142,26 (-3,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    667,04
    +424,36 (+174,87%)
     
  • S&P500

    4.008,01
    -15,88 (-0,39%)
     
  • DOW JONES

    32.223,42
    +26,76 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.464,80
    +46,65 (+0,63%)
     
  • HANG SENG

    19.950,21
    +51,44 (+0,26%)
     
  • NIKKEI

    26.547,05
    +119,40 (+0,45%)
     
  • NASDAQ

    12.245,50
    +0,75 (+0,01%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2816
    +0,0225 (+0,43%)
     

Crítica Ozark | Série tem final justo, mas não era o esperado

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Ozark, uma das melhores séries originais da Netflix, chegou ao fim depois de muita expectativa. A trama, que foi ao ar pela primeira vez em 2017, contou a história da família Byrde e seu envolvimento com a lavagem de dinheiro.

Logo que estreou, Ozark já se mostrou uma série promissora, trazendo dramas perfeitos para quem gosta de uma trama criminosa. A cada nova temporada, o seriado escalanou em qualidade e no envolvimento do espectador com a história, mostrando ter mais potencial. E agora a série chegou ao fim com o lançamento da última parte da temporada 4 na Netflix, que trouxe um desfecho para os negócios criminosos da família Byrde.

<em>A série chegou ao fim após quatro temporadas (Imagem: Divulgação/Netflix)</em>
A série chegou ao fim após quatro temporadas (Imagem: Divulgação/Netflix)

Atenção: esta crítica contém spoilers de Ozark!

Ao longo dos anos, Ozark deixou de ser uma produção sobre Marty Byrde (Jason Bateman), quem começou toda essa história, para focar em Wendy Byrde (Laura Linney) e Ruth (Julia Garner).

De um lado, Wendy tomou o controle dos negócios criados pelo marido, tomando as melhores e piores decisões ao mesmo tempo. A personagem não aceitou ser apenas a coadjuvante de algo que não pediu para fazer parte, mostrando-se uma grande líder, ainda que irritante.

Do outro, Ruth sempre foi o grande destaque da série. Garner comprovou ser uma atriz excelente do começo ao fim, e a personagem foi tão bem construída que se tornou a mais adorada, aquela que ganharia a torcida do público se estivesse em uma competição.

Ruth, inclusive, se mostrou a personagem mais decidida e corajosa de Ozark, escondendo por trás da carcaça de "durona" uma pessoa que defende a família e o que acredita até o fim, nem que para isso precisasse sacrificar a própria vida. E foi o que aconteceu.

<em>Julia Garner interpretou a personagem mais interessante de Ozark (Imagem: Divulgação/Netflix)</em>
Julia Garner interpretou a personagem mais interessante de Ozark (Imagem: Divulgação/Netflix)

Expectativas furadas e família

O que se espera do final de uma série é que ela entregue todas as respostas do futuro dos personagens, e algumas até que foram respondidas. Porém, é impossível levar a decisão dos roteiristas como uma certeza, e Ozark escolheu deixar os desfechos em aberto, mas do seu próprio jeito.

A grande pergunta da temporada era se a família Byrde conseguiria voltar a ter uma vida normal, se livrando do mundo dos crimes. O que recebemos, no entanto, foi uma resposta parcial. Ainda que diferente do esperado, eles conseguiram ser bem-sucedidos, mas já estão corrompidos.

A ligação com o mundo do crime não só transformou a mente de Wendy, como também a dos filhos, principalmente de Jonah (Skylar Gaertner). Assistimos, literalmente, ao jovem se tornando um adolescente ao longo das temporadas, e sua personalidade foi moldada durante essa transição tão importante da vida.

<em>Até os filhos de Marty e Wendy foram corrompidos pelo crime (Imagem: Divulgação/Netflix)</em>
Até os filhos de Marty e Wendy foram corrompidos pelo crime (Imagem: Divulgação/Netflix)

O que se pode concluir de Ozark, portanto, é que a série não é simplesmente sobre o mundo do crime, mas sobre relações familiares. Muitas decisões erradas neste tipo de produção são justificadas como proteção da família, e na série da Netflix não foi diferente.

Os momentos finais não foram cheios de chacinas que acabariam em muitas mortes e sangue, mas sim de proteção. Além de Ruth com o desejo incontrolável de vingar a morte do primo, Wendy fez tudo o que esteve ao seu alcance para que a vida dos filhos não fosse pior do que a que ela e o marido estavam proporcionando.

Legado

O final de Ozark pode não ter sido da forma que esperávamos e não ter entregado um fechamento, mas a série se consagra como uma das mais intensas, delicadas e bem feitas da Netflix. Apesar dos planos mirabolantes, a série se aprofundou em questões simples da vida e soube tirar proveito de tudo isso.

Seria impossível trazer um fechamento para algo que está longe de acabar, uma vez que os envolvidos ainda buscarão por respostas. Além disso, a família já está corrompida e gosta disso. Gosta do poder e de estar no controle. Ozark, então, soube a hora de acabar em vez de se manter por mais temporadas e acabar em um final trágico e desagradável.

A temporada final de Ozark já está disponível completa na Netflix.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos