Mercado abrirá em 6 h 43 min

Crítica | Namoro, Amizade... ou Adeus traz simplicidade a programa de encontros

Natalie Rosa

Quem assistia à televisão aberta nos anos 1990 ou 2000 conhece programas de paqueras e relacionamentos, como Xaveco e Em Nome do Amor, do SBT, ou ainda do canal pago MTV, com o juvenil Beija Sapo. Das formas mais diferentes e criativas possíveis, esses programas criavam provas, desafios, cantadas prontas, quiz de perguntas, entre muitas outras coisas, para juntar um casal, estejam as pessoas se vendo ou apenas ouvindo a voz uma da outra e sentindo partes do corpo, por mais invasivo que isso possa parecer.

Hoje, é muito mais fácil arranjar um companheiro ou companheira de uma maneira que foge do convencional, principalmente pelo uso de aplicativos de paquera como Tinder, Happn e Grindr, por exemplo. Sair para a balada e esperar o amor da sua vida ali, mais do que nunca, parece ser impossível. É por isso que uma nova fórmula de reality shows de namoro não envolve mais tantos esforços. Na série Namoro, Amizade... ou Adeus, da Netflix, a abordagem preza pela simplicidade.

Imagem: Divulgação/Netflix

Também conhecida pelo nome original Dating Around, Namoro, Amizade... ou Adeus não tem apresentador, não tem narração e nem entrevista com os participantes. A premissa é fazer cinco encontros às cegas — ou seja, eles não sabem quem vão encontrar — em cada episódio, sempre seguindo um roteiro: encontro na porta do restaurante, espera de uma mesa no bar do local tomando drinks enquanto aguardam, e finalmente o jantar. Dependendo de como ocorrer a conversa, a pessoa que terá cinco pretendentes pode escolher em levar o bate-papo para depois do jantar, seja dando uma volta a pé pelo bairro, dividindo a corrida em um app de carona, indo para outro lugar ou um para a casa do outro.

O reality show consegue, perfeitamente, montar uma sequência com os cinco encontros, passando a impressão de que todos eles formam um só. Tudo começa com a espera fora do restaurante, que é exibida apenas com um pretendente, com os outros passos do encontro seguindo em ordem e apresentando os outros pretendentes respectivamente. A pessoa que escolhe o pretendente, inclusive, vai a todos os encontros com a mesma roupa, penteado e maquiagem, justamente para que a diferenciação dos dias seja feita apenas com a troca da contraparte.

Imagem: Divulgação/Netflix

Por não ter um narrador ou apresentador, cabe ao espectador entender o que está acontecendo, como anda a conversa e, na maioria das vezes, a resposta final é uma reviravolta. Depois dos cinco encontros, uma pessoa é escolhida para outro encontro em outro dia, e muitas vezes são escolhidos aqueles que não foram beijados, os que pareciam que não iam resultar em nada ou aqueles em que o encontro foi uma incógnita. Há um episódio, inclusive, em que ninguém foi escolhido, mas o pós-encontro foi exibido mesmo assim, mostrando que não há a obrigação de escolher alguém para satisfazer a proposta do programa.

Por mais surpreendente que seja, Namoro, Amizade... ou Adeus é um programa bastante divertido de assistir, com uma edição que não só estrutura muito bem os acontecimentos, como consegue conectar as diferentes conversas e diálogos, transformando-os em um só. Além disso, o reality show também preza muito pelo humor, usando da edição para causar um silêncio constrangedor após algumas conversas ou respostas de perguntas, mesmo que a reação não tenha acontecido realmente ali, naquele momento.

Imagem: Divulgação/Netflix

O programa também acerta na hora de trazer diversidade, levando casais lésbicos, gays, bissexuais e até mesmo de idosos, que provavelmente é um dos episódios mais divertidos. Os participantes contam suas histórias de vida, seus trabalhos, seus problemas e vontades, e o resultado disso é diverso, seja de forma positiva ou negativa.

Há casos em que um pretendente apela para a violência verbal, outro deixa o encontro após perceber que a candidata sugeriu sexo após a saída, ou ainda declarações sinceras na metade da conversa, com alguém dizendo que, definitivamente, não vai dar certo e não tem motivo para continuar.

Dating Around: Namoro, Amizade... ou Adeus consiste, 100% do tempo, em conversas. O reality show é fácil de assistir, com episódios com cerca de 30 minutos cada. A segunda temporada acaba de estrear na Netflix, mas não traz nenhuma novidade, apenas dá uma continuação à primeira.

Fonte: Canaltech