Mercado fechado

Crítica | Jurassic World: Acampamento Jurássico é ótima aventura com dinossauros

Natalie Rosa
·4 minutos de leitura

Os fãs da saga Jurassic Park e Jurassic World ganharam um presente da Netflix em setembro: o lançamento da animação Jurassic World: Acampamento Jurássico. Em apenas seis episódios bem curtos, o universo da história que começou lá em 1993, com Steven Spielberg — que, inclusive, é produtor-executivo da série—, ganhou uma nova versão dedicada ao público infantil, mas sem deixar de retratar os perigos que trazer os dinossauros de volta podem causar.

Criada por Zack Stentz (Thor, X-Men: Primeira Classe), a série animada é baseada na saga que teve início em 2015 e tem foco no personagem Darius Bowman, um garoto que é tão aficionado por dinossauros que tem muitos livros sobre o assunto e está sempre estudando sobre as criaturas, inclusive seus comportamentos. Essa paixão veio por influência de seu pai, que acabou falecendo antes que eles pudessem visitar juntos um acampamento em Isla Nublar e conhecer esses animais pré-históricos.

O primeiro episódio, no melhor estilo A Fantástica Fábrica de Chocolates, Darius aparece envolvido em uma competição, tentando vencer um jogo de videogame que parece impossível ser combatido, pois nem gamers famosos conseguiram o feito. Aquele que terminar o jogo primeiro iria receber um convite para visitar o acampamento jurássico, e graças aos conhecimentos do garoto sobre o tema ele conquistou a sua vaga.

<em>Imagem: Divulgação/Netflix</em>
Imagem: Divulgação/Netflix

Junto a ele se uniram outros pré-adolescentes, cada um com sua personalidade, estilo e motivações para estar lá. Darius, claro, sempre foi o mais interessado em vivenciar aquela experiência, vontade que vai sendo adquirida pelo restante dos personagens com o decorrer dos episódios. Por mais que se trate de uma animação com foco em crianças, a série não privou o roteiro de trazer alguns momentos que podem ser pesados para a história.

Jurassic World: Acampamento Jurássico não se priva apenas em aventuras e dinossauros bonitinhos, mostrando ainda problemas de adultos na história daquelas crianças, além de reforçar, assim como nos filmes, que a decisão de recriar esses animais em laboratório nunca foi uma boa ideia. Então, crianças mais novas podem achar um pouco chocante que dinossauros em forma de desenho também podem comer pessoas e serem "malvados", afinal está em sua natureza. No entanto, nem se compara com as matanças do filme com pessoas de verdade.

<em>Imagem: Divulgação/Netflix</em>
Imagem: Divulgação/Netflix

A história não muda sua essência: existe um parque onde dinossauros são recriados e tudo deu errado. Com a fuga do Indominous Rex, o local está em perigo e o grupo de jovens precisa se unir para saírem de lá vivos, enquanto entram em conflito com suas diferenças. A criação dos personagens e suas respectivas peculiaridades tornam a aventura divertida e agradável para as crianças e jovens adultos, trazendo tudo o que uma boa animação precisa ter para divertir.

Além de Darius, os outros colegas visitantes do parque também são interessantes, principalmente por se adequarem ao mundo atual. Brooklynn, por exemplo, é uma influenciadora digital extremamente famosa que faz vídeos para a internet e que está lá para documentar toda a visita. A garota é a única que recebeu a permissão para levar o smartphone para a ilha, então ela está sempre fazendo gravações para seus vídeos.

<em>Imagem: Divulgação/Netflix</em>
Imagem: Divulgação/Netflix

A série traz também a personagem Sammy, que interpreta uma jovem que quer ser amiga de todo mundo, mas que esconde um grave segredo, além de Kenji, um "playboy" bem mimado, a atleta Yaz e o alérgico e medroso Ben, que não queria estar lá de jeito nenhum, mas que conquistou o seu espaço na aventura se tornando bastante essencial nela em certo momento. Junto ao grupo de crianças está a divertida dupla Roxie e Dave, que foram escalados para cuidar dos pequenos, mas na realidade quase acontece o contrário.

A série Jurassic World: Acampamento Jurássico é uma série divertida que deve empolgar crianças que adoram os dinossauros, mas também os adultos nostálgicos da saga de filmes, uma vez que a trilha sonora já conhecida se faz presente na maioria do tempo, junto às espécies de criaturas mais famosas do entretenimento. Os gráficos não deixam a desejar, representando os animais de uma forma bem detalhada e agradável aos olhos.

Talvez, crianças menores achem algumas cenas mais assustadoras, mas o restante do público deve aceitar muito bem a produção como uma peça de nostalgia ou como mais uma grande e diferente aventura para conferir no catálogo da Netflix, que deve ganhar uma segunda temporada. Jurassic World: Acampamento Jurássico já está disponível completa na Netflix.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: