Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.923,93
    +998,33 (+0,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,18 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,34
    -0,88 (-1,08%)
     
  • OURO

    1.811,40
    -3,80 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    16.986,98
    +50,52 (+0,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    404,33
    +2,91 (+0,72%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,87 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.556,23
    -2,26 (-0,03%)
     
  • HANG SENG

    18.675,35
    -61,09 (-0,33%)
     
  • NIKKEI

    27.777,90
    -448,18 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    11.979,00
    -83,75 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4940
    +0,0286 (+0,52%)
     

Crítica The Crown | Temporada 5 foca em drama de família e quase não se sustenta

Desde 2017, The Crown vem contando a história do reinado da Rainha Elizabeth II, que faleceu em setembro de 2022. Como toda família, os monarcas enfrentam questões pessoais constantemente, mas tudo é mais acentuado por terem uma reputação a manter.

Na temporada 5, uma das estreias mais aguardadas da Netflix em novembro, The Crown traz mais dramas familiares à história, principalmente em relação à Princesa Diana, falando menos de política. No entanto, essa escolha não foi tão bem retratada, resultando em episódios mais fracos e sem muita emoção.

<em>A temporada 5 se concentra em dramas familiares (Imagem: Divulgação/Netflix)</em>
A temporada 5 se concentra em dramas familiares (Imagem: Divulgação/Netflix)

Atenção: esta crítica contém spoilers de The Crown!

Erros e acertos

A quinta temporada de The Crown chegou com mais um salto temporal e, consequentemente, uma nova troca de elenco. Agora, Imelda Staunton representa Rainha Elizabeth II em uma idade mais avançada, mas não com menos dramas para lidar.

Os novos episódios abordam o divórcio de Diana (Elizabeth Debicki) com o Príncipe Charles (Dominic West), que está motivado a finalmente estar com Camilla Parker Bowles (Olivia Williams). Então, a maior parte dos diálogos é sobre a problemática de um casamento falido ir à tona na mídia.

The Crown acerta mais uma vez em traçar um paralelo com a vida pessoal e os compromissos da monarquia, o que é sustentando pelo novo elenco brilhante. O veterano Jonathan Pryce, que agora interpreta Príncipe Philip, marido de Elizabeth, se destaca ao lado de Staunton criando uma ótima sintonia na trama.

<em>O foco é no divórcio de Charles e Diana, e o relacionamento do Príncipe com Camila (Imagem: Divulgação/Netflix)</em>
O foco é no divórcio de Charles e Diana, e o relacionamento do Príncipe com Camila (Imagem: Divulgação/Netflix)

Debicki também conquista nos novos episódios, entregando mais uma incrível atuação de Diana em suas falas e trejeitos. A atriz, inclusive, parece a representação física mais fiel da personagem até então. Enquanto esteve viva, Diana incomodou muito a família real, e mesmo com o casamento chegando ao fim, suas declarações públicas causavam revolta em Elizabeth II.

A temporada 5 de The Crown trata menos de política, mas ela ainda se faz presente com momentos importantes que marcaram a década de 1990, como o questionamento sobre a monarquia. Isso acontece ao mesmo tempo em que lidam com o divórcio de Diana e Charles, e em uma cena vemos a Princesa participando de uma enquete em um programa de televisão, respondendo "não" à pergunta sobre se a monarquia ainda deveria existir.

Mais fraca

É visível o amadurecimento dos personagens principais na temporada 5 de The Crown, principalmente daqueles que antes apareciam como crianças e adolescentes, o que talvez possa justificar a temporada trazer os dramas de forma mais recatada. A quarta temporada foi bastante emocionante, trazendo cenas de tirar o fôlego na apresentação de Diana por Emma Corrin, mas na atual as situações são demonstradas com mais pudor.

<em>Mesmo com os dramas, a temporada é menos ousada (Imagem: Divulgação/Netflix)</em>
Mesmo com os dramas, a temporada é menos ousada (Imagem: Divulgação/Netflix)

Os novos episódios de The Crown falham em emocionar como os das temporadas anteriores, como se a própria Família Real tivesse obrigado a produção a ser mais discreta na demonstração dos eventos e dos familiares. Até os momentos que seriam mais intensos na vida real são retratados com cautela. Talvez a cena mais ousada da temporada tenha sido quando Charles diz que gostaria de poder viver na roupa íntima de Camila em uma conversa telefônica.

The Crown não decaiu na qualidade na quinta temporada, continuando com um elenco perfeitamente escolhido para cada personagem, fotografia impecável e história envolvente. No entanto, faltou abusar da fórmula que a torna mais saborosa de assistir. Mesmo entregando dramas familiares ao espectador, fica nítida a sensação de que faltou um tempero especial para coroar a penúltima temporada.

Você já pode assistir à quinta temporada de The Crown na Netflix.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: