Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.909,03
    -129,08 (-0,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.867,15
    +618,13 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,58
    -0,34 (-0,52%)
     
  • OURO

    1.838,20
    +0,60 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    55.663,64
    -3.010,87 (-5,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,71
    -96,59 (-6,19%)
     
  • S&P500

    4.188,43
    -44,17 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    34.742,82
    -34,94 (-0,10%)
     
  • FTSE

    7.123,68
    -6,03 (-0,08%)
     
  • HANG SENG

    28.114,55
    -481,11 (-1,68%)
     
  • NIKKEI

    28.883,44
    -634,90 (-2,15%)
     
  • NASDAQ

    13.211,50
    -145,25 (-1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3599
    +0,0197 (+0,31%)
     

Crítica | The Circle dos EUA retorna com novos participantes e a mesma essência

Natalie Rosa
·3 minuto de leitura

Um dos reality shows de maior sucesso da Netflix acaba de retornar à plataforma de streaming para a sua segunda temporada: The Circle. A versão norte-americana e original do programa, que tem como foco a influência digital, agora conta com novos personagens, um mais inusitado que o outro, mas não deixa a sua essência divertida de lado.

The Circle traz um formato completamente novo para o universo dos programas da vida real, gerando uma disputa de popularidade entre pessoas que se conhecem apenas virtualmente e há poucos dias. Os participantes se reúnem em um prédio, cada um morando em um apartamento sem poder sair, até o fim do programa ou até a sua eliminação. Então, eles precisam interagir com os outros competidores através de uma rede social chamada The Circle, em que eles podem ser eles mesmos ou usar a imagem de outra pessoa, fazendo o famoso "catfish". O grande vencedor, aquele que se tornar a pessoa mais popular entre os colegas, leva para casa o prêmio de US$ 100 mil.

A plataforma de streaming irá lançar quatro episódios semanalmente, com os quatro primeiros, então, já disponíveis para maratonar no serviço. O Canaltech já conferiu cada um deles, claro, e trouxe aqui as primeiras impressões sobre esse retorno triunfal do reality show mais divertido da Netflix.

<em>Imagem: Divulgação/Netflix</em>
Imagem: Divulgação/Netflix

Atenção: esta crítica pode contar spoilers dos quatro primeiros episódios da segunda temporada de The Circle!

A primeira impressão de The Circle pode ser um tanto quanto confusa, mas basta alguns minutos de programa para entendermos do que ela se trata e de tudo o que vai acontecer por lá. Felizmente, nada muda na segunda temporada, ao menos neste início, então já sabemos muito bem quais são grande parte das funções dos participantes e ainda prever muitas de suas ações.

O prédio e os apartamentos aparentam serem os mesmos, que já chamam a atenção por si só pelas decorações temáticas e coloridas, que fazem todo mundo ter a vontade de passar um tempo naqueles lofts. Os primeiros participantes compõem uma leva ainda mais interessante que o elenco da temporada passada, trazendo mais representatividade à comunidade LGBTQI+. Um dos competidores, inclusive, traz mais um elemento inédito: a assistente pessoal de Lance Bass, um dos integrantes do N'Sync, boy band de sucesso dos anos 1990, tenta se passar por ele, dizendo ter propriedade para responder a qualquer pergunta pelo chefe.

<em>Imagem: Divulgação/Netflix</em>
Imagem: Divulgação/Netflix

Uma das características mais marcantes da série em si, é observar ao vivo as tentativas das pessoas de causarem uma boa impressão online, com o espectador acompanhando seus pensamentos antes de enviar as mensagens, enviando risadas exageradas sem nem esboçar um sorriso ou ainda dizendo que pensa uma coisa, mas que irá dizer outra. Mesmo com mentiras e manipulação, o reality show consegue ser leve e divertido, com os competidores deixando claro no final que tudo não passa de um jogo. Alguns deles, inclusive, acabam desenvolvendo um sentimento de amizade e respeito ao longo das conversas, ainda que eles possam estar conversando com alguém que não é quem eles dizem ser.

Apesar de todo o sucesso de The Circle ter o seu mérito, nem tudo é perfeito e a série parece não ter pensado em rever alguns detalhes que podem ser cansativos, como a longa duração do programa, que conta com mais de 10 episódios de quase uma hora cada, e de um suspense constante no momento das revelações, o que pode ser um pouco irritante. Mas não há como negar que a série nos prende do começo ao fim, nos divertindo com os erros, acertos e frustrações dos personagens.

<em>Imagem: Divulgação/Netflix</em>
Imagem: Divulgação/Netflix

O restante da temporada promete trazer mais novidades com os participantes que ainda vão entrar, além de dinâmicas novas e diferentes interações, acertando mais uma vez quando o assunto é diversão, justificando a chegada do reality show também em versões brasileira e francesa. A segunda temporada de The Circle EUA está disponível na Netflix em episódios semanais.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: