Mercado fechado

Crítica | Amor Garantido engloba todo tipo de clichê de comédia romântica

Beatriz Vaccari
·5 minutos de leitura

"As pessoas adoram essas besteiras românticas", diz a protagonista Susan Whitaker (Rachael Leigh Cook) em uma das cenas de Amor Garantido, frase que pode descrever quase que o filme inteiro que chegou recentemente à Netflix. A comédia romântica traz um elenco carismático com rostos familiares, mas acaba ficando na zona de conforto de diversas produções do gênero, com enredo e narrativa totalmente previsíveis.

A história acompanha uma jovem advogada cujo escritório está falindo pela falta de clientes e excesso de casos pro bono que ela atende, ou seja, casos em que o advogado doa o seu serviço para pessoas que em condições normais não conseguiriam pagar por ele. Um belo dia, Nick Evans (Damon Wayans Junior) bate à sua porta com um caso milionário nas mãos: ele quer processar o site de namoro Amor Garantido, que dá nome ao filme, por propaganda enganosa.

Cuidado! Daqui em diante esta crítica pode conter spoilers!

Rachael Leigh Cook e Damon Wayans Junior dão vida aos protagonistas do filme (Imagem: Divulgação / Netflix)
Rachael Leigh Cook e Damon Wayans Junior dão vida aos protagonistas do filme (Imagem: Divulgação / Netflix)

O site promete que os usuários encontrarão o amor em até mil encontros, conectando as pessoas através de sua plataforma por uma taxa de US$ 29 mensais. Não disposto a perder, Evans procura Susan quando está no seu 986º encontro, caminhando para o número limite estabelecido pelo Amor Garantido. A protagonista então se vê diante de um dilema, notando claramente que o caso é movido a um oportunismo puro por parte de seu cliente, porém com o aluguel de seu escritório aumentando cada dia mais, ela não vê escolha.

O filme acaba tendo seu diferencial justamente por conta dessa crítica que faz a fragilidade das relações atualmente, como aborda o sociólogo Zygmunt Bauman em sua obra homônima com o conceito de amor líquido, em que tudo é muito fácil, instável, sem forma e substância e não traz nenhuma certeza, segurança ou solidez para ambas partes. Não é a primeira vez que uma produção da cultura pop faz esse tipo de alerta: uma das mais famosas, inclusive, é o quarto episódio da quarta temporada da série Black Mirror, Hang the DJ, em que os personagens participam de um aplicativo de namoro que revela quanto tempo aquelas pessoas estão destinadas a ficarem juntas.

"É namoro online, você clica e segue a vida. Simples assim", declara uma das mulheres que foram a um encontro com Nick Evans nas cenas finais.

Autonomia, vida profissional corrida e sem tempo para relacionamentos: a receita perfeita para uma protagonista de comédias românticas (Imagem: Divulgação / Netflix)
Autonomia, vida profissional corrida e sem tempo para relacionamentos: a receita perfeita para uma protagonista de comédias românticas (Imagem: Divulgação / Netflix)

No filme, durante entrevistas com as pessoas envolvidas no caso, Susan revela uma enorme inocência diante de como esse tipo de namoro moderno funciona, fazendo perguntas como: "As pessoas não são as mesmas das fotos?", "Tem possibilidade de ele não aparecer no encontro?", entre outros questionamentos. Esse tipo de protagonista que "não tem tempo para namoro" por conta da correria e rotina pesada já foi vista em diversos tipos de comédias românticas, e o desfecho é familiar para qualquer fã do gênero. Ainda assim, Rachael Leigh Cook consegue ganhar o público pelo carisma da personagem, roubando completamente a cena em alguns momentos do filme.

Embora o personagem de Damon Wayans Junior também seja fácil de gostar, não é tão simples desvendá-lo, e até o final do filme, fica difícil para o espectador dizer se ele realmente queria encontrar uma namorada através do Amor Garantido ou viu uma chance de ganhar dinheiro em cima de uma grande companhia. No final, é revelado que ele nunca superou sua ex-noiva, mas já é tarde demais para sequer criar um arco ali.

É claro que durante o processo de estudo e desenvolvimento do caso os dois protagonistas acabam passando tempo demais juntos e apaixonando-se um pelo outro. Susan não sabe lidar com seus sentimentos, e diante da chance de perder no tribunal, afasta-se de seu cliente. Nick, por sua vez, está disposto a tentar um relacionamento com a advogada e leva isso até o fim da trama.

Amor Garantido promete conquistar todo fã de comédia romântica, entregando mais do mesmo (Imagem: Divulgação / Netflix)
Amor Garantido promete conquistar todo fã de comédia romântica, entregando mais do mesmo (Imagem: Divulgação / Netflix)

Infelizmente, chega num ponto em que os eventos acabam ficando corridos demais, o que dá a impressão de que talvez a produção teve poucos dias para filmar as cenas finais, deixando o final apressado e jogado no colo do espectador. Amor Garantido, assim como todos os clichês, também possui uma cena em que um dos protagonistas faz uma enorme declaração em público para seu amado, coisa que dificilmente pode acontecer na vida real. Porém, o filme da Netflix acaba quebrando todas as barreiras do extraordinário e leva esse momento para um tribunal, em que Nick se declara para Susan na frente de uma juíza.

Em conclusão, Amor Garantido é um prato cheio para todo bom fã de clichês e comédias românticas. Apesar da trama rasa e falta de ousadia, acaba sendo uma boa pedida para um domingo à tarde ou uma sessão de cinema com o namorado, disposto a arrancar algumas risadas, trazer momentos fofos e românticos e apresentar um elenco cheio de carisma, que definitivamente mereciam mais.

Amor Garantido está disponível no catálogo da Netflix.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: