Mercado abrirá em 6 h 58 min
  • BOVESPA

    100.763,60
    +2.091,34 (+2,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.294,83
    +553,33 (+1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,54
    +0,97 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.826,20
    +1,40 (+0,08%)
     
  • BTC-USD

    20.751,83
    -436,85 (-2,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    451,54
    -10,26 (-2,22%)
     
  • S&P500

    3.900,11
    -11,63 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    31.438,26
    -62,42 (-0,20%)
     
  • FTSE

    7.258,32
    +49,51 (+0,69%)
     
  • HANG SENG

    22.134,42
    -95,10 (-0,43%)
     
  • NIKKEI

    26.984,43
    +113,16 (+0,42%)
     
  • NASDAQ

    12.047,50
    +7,00 (+0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5405
    -0,0036 (-0,06%)
     

Covid longa | sintomas neurológicos persistem em 67% das pessoas, afirma estudo

Na última quarta-feira (15), cientistas da University of California San Diego School of Medicine publicaram um artigo na revista Annals of Clinical and Translational Neurology, apontando a prevalência de sintomas neurológicos na covid longa.

O estudo descobriu que, embora muitos pacientes tenham apresentado melhora, a maioria ainda apresentava alguns sintomas neurológicos, seis meses após a covid. Ao todo, 56 pessoas com sintomas neurológicos participaram da análise, que consistiu em exames, avaliação cognitiva, questionários e uma tomografia.

Na primeira visita, 89% dos participantes estavam com fadiga e 80% tinham dores de cabeça. Outros sintomas neurológicos comuns incluíam comprometimento da memória, insônia e diminuição da concentração. Além disso, 80% dos participantes afirmaram que esses sintomas afetaram sua qualidade de vida.

Quando os participantes retornaram para o acompanhamento de seis meses, apenas 33% relatou a resolução completa dos sintomas. Os outros 67% relataram sintomas neurológicos persistentes, embora a maioria tenha se tornado menos grave. Os sintomas mais prevalentes aos seis meses foram comprometimento da memória e diminuição da concentração.

Os autores observaram que nenhum dos indivíduos com sintomas persistentes aos seis meses tinha histórico de condições neurológicas pré-existentes antes de testar positivo para a covid-19.

Covid longa x sintomas neurológicos

Sintomas neurológicos persistem em 67% dos pacientes com covid longa (Imagem: alexstand/envato)
Sintomas neurológicos persistem em 67% dos pacientes com covid longa (Imagem: alexstand/envato)

No ano passado, um estudo recente da Universidade de Gotemburgo (Suécia) observou pacientes com covid-19 em diferentes gravidades, e constatou que as sequelas neurológicas deixadas pela doença não são devidas a uma lesão cerebral. Na ocasião, os autores apontaram que as concentrações elevadas de marcadores de lesão cerebral voltam ao normal de três a seis meses após a fase aguda da doença.

Em 2020, um estudo ressaltou que sintomas neurológicos ocorrem em 8 de 10 pacientes hospitalizados com covid-19. Os pesquisadores identificaram sintomas neurológicos em 42% dos pacientes quando seus sintomas de covid-19 surgiram, 63% dos pacientes quando hospitalizados e 82% dos pacientes em qualquer momento durante o quadro de covid.

Anteriormente, o Canaltech chegou a fazer um especial sobre os sintomas neurológicos que acompanham a covid-19.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos