Mercado abrirá em 3 h 55 min
  • BOVESPA

    100.763,60
    +2.091,34 (+2,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.294,83
    +553,33 (+1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,94
    +1,37 (+1,25%)
     
  • OURO

    1.829,00
    +4,20 (+0,23%)
     
  • BTC-USD

    21.109,83
    -362,08 (-1,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    460,77
    -1,03 (-0,22%)
     
  • S&P500

    3.900,11
    -11,63 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    31.438,26
    -62,42 (-0,20%)
     
  • FTSE

    7.321,20
    +62,88 (+0,87%)
     
  • HANG SENG

    22.418,97
    +189,45 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    27.049,47
    +178,20 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    12.106,00
    +65,50 (+0,54%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5345
    -0,0096 (-0,17%)
     

Covid longa aumenta em 25% o risco de doença psiquiátrica

Após analisar casos de pacientes que se recuperaram do coronavírus SARS-CoV-2, pesquisadores norte-americanos descobriram que o risco para o surgimento de problemas e transtornos psiquiátricos aumenta em 25% no grupo. Esta pode ser considerada mais uma das sequelas da covid longa e é mais comum nos primeiros quatro meses da infecção.

Publicado na revista científica World Psychiatry, o estudo sobre a incidência dos distúrbios psiquiátricos associados com a covid longa foi desenvolvido por pesquisadores da Universidade do Estado do Oregon e da Universidade do Texas, ambas nos Estados Unidos.

Após casos da covid-19, pessoas têm um risco 25% maior de desenvolver problemas psiquiátricos (Imagem: Gpointstudio/Envato)
Após casos da covid-19, pessoas têm um risco 25% maior de desenvolver problemas psiquiátricos (Imagem: Gpointstudio/Envato)

"Os pacientes apresentam risco significativamente aumentado de doenças psiquiátricas após um diagnóstico da covid-19", afirmam os autores do estudo. Inclusive, os cientistas orientam que os serviços de saúde devam considerar algum tipo de "triagem de saúde mental no início do curso clínico da covid longa".

Entenda o estudo sobre as doenças psiquiátricas

Para avaliar o risco aumentado de problemas psiquiátricos, a equipe de cientistas analisou informações médicas de mais de 46,5 mil pacientes, cujos dados estavam disponível no banco National COVID Cohort Collaborative (N3C).

No estudo, foi comparado número de diagnóstico do tipo após casos da covid e de outras infecções do trato respiratório. Os diagnósticos foram separados em grupos, divididos em dois períodos: de 21 a 120 dias após o diagnóstico da infecção e de 120 a 365 dias, limitado a pacientes sem nenhuma doença mental anterior.

Entre as descobertas, foi possível observar que os transtornos de ansiedade — como Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG), Síndrome do Pânico e Estresse pós-traumático — foram os mais comuns após o diagnóstico da covid-19 e a taxa se acentuava nos primeiros quatro meses.

Sequelas

“Para pessoas que tiveram covid-19, se você está sentindo ansiedade, se está vendo algumas mudanças em como está passando a vida do ponto de vista psiquiátrico, é totalmente normal procurar ajuda”, afirma Lauren Chan, coutora do estudo e pesquisadora da Universidade do Estado do Oregon, em comunicado.

“Certamente, podem existir pessoas que estão lutando com coisas novas, como essa [as doenças psiquiátricas], e elas precisam de apoio ou impulso adicional para procurar ajuda”, comenta Chan sobre a importância dos profissionais de saúde estarem preparados para lidar com a questão.

“Não quero dizer que todas as pessoas que contraem a covid-19 terão esse tipo de problema, mas, se você começar a se preocupar com você ou com um membro da família, este não é um caso isolado. Você definitivamente deve procurar cuidar de si mesmo ou dos outros ao seu redor”, completa Chan.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos