Mercado abrirá em 6 h 13 min
  • BOVESPA

    108.789,33
    +556,59 (+0,51%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,03
    +900,05 (+1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    112,86
    +0,46 (+0,41%)
     
  • OURO

    1.808,40
    -10,50 (-0,58%)
     
  • BTC-USD

    29.941,81
    -477,14 (-1,57%)
     
  • CMC Crypto 200

    672,63
    +429,95 (+177,17%)
     
  • S&P500

    4.088,85
    +80,84 (+2,02%)
     
  • DOW JONES

    32.654,59
    +431,17 (+1,34%)
     
  • FTSE

    7.518,35
    +53,55 (+0,72%)
     
  • HANG SENG

    20.645,60
    +43,08 (+0,21%)
     
  • NIKKEI

    26.911,20
    +251,45 (+0,94%)
     
  • NASDAQ

    12.517,00
    -43,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1986
    -0,0118 (-0,23%)
     

Covid: Anvisa flexibiliza medidas em aeroportos, mas máscaras ainda são exigidas

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou, na quinta-feira (12), a flexibilização das medidas sanitárias de controle da covid-19 em aeroportos e aeronaves no Brasil. No momento, as máscaras ainda são obrigatórias dentro dos aviões, mas o serviço de bordo e a taxa de ocupação de passageiros podem retornar aos padrões de antes da pandemia, a partir do dia 22 deste mês.

"A atualização das regras foi possível graças ao desenvolvimento de vacinas contra a covid-19 e ao avanço da vacinação da população brasileira, que permitiram uma redução expressiva no número de casos e óbitos no Brasil, mesmo com o aparecimento e o avanço de novas variantes", explica a Anvisa, em comunicado.

Uso de máscara ainda é obrigatório dentro dos aviões, informa Anvisa (Imagem: Chalabala/Envato Elements)
Uso de máscara ainda é obrigatório dentro dos aviões, informa Anvisa (Imagem: Chalabala/Envato Elements)

A atualização sobre as medidas para conter a transmissão da covid-19 é necessária, já que o país decretou o fim do Estado de Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (Espin). Apesar disso, a Organização Mundial da Saúde (OMS) mantém o entendimento de que o mundo enfrenta uma pandemia.

Máscaras seguem obrigatórias em aviões

Independente da flexibilização, a Anvisa continua a exigir o uso de máscaras dentro do avião e nas áreas restritas dos aeroportos, como salas de embarque. "O uso adequado das máscaras protege não apenas o indivíduo, mas a coletividade, razão pela qual se constitui em importante ferramenta de saúde pública", lembra.

No entanto, a medida foi atenuada, já que os serviços de bordo voltarão a funcionar durante os voos nacionais e, neste momento, os passageiros poderão remover o equipamento de proteção na hora da alimentação. Os resíduos devem ser recolhidos o mais breve possível.

Além disso, a Anvisa orienta que o desembarque seja realizado por fileiras e os procedimentos de limpeza e desinfecção de ambientes e superfícies sejam mantidos, buscando reduzir possíveis casos de transmissão da covid-19.

Na contramão da agência brasileira, a Agência Europeia para a Segurança da Aviação (Easa) e o Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças informaram, na quarta-feira (11), que máscaras deixarão de ser obrigatórias em aeroportos e voos a partir da próxima segunda-feira (16).

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos