Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    57.290,98
    -1.402,27 (-2,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Covid-19: União Europeia avalia eficácia da Coronavac

Gabriela Bulhões
·1 minuto de leitura
Covid-19: União Europeia avalia eficácia da Coronavac
Covid-19: União Europeia avalia eficácia da Coronavac

Nesta terça-feira (4), o regulador de medicamentos da União Europeia anunciou que começou a etapa de revisão contínua da vacina contra o coronavírus, a Coronavac provinda da China. O objetivo é avaliar sua eficácia e segurança, sendo assim, simboliza o primeiro passo em direção à possível aprovação para uso em todos os 27 países.

A Agência Europeia de Medicamentos informou que sua decisão de iniciar a revisão se baseia em resultados de estudos laboratoriais e clínicos: “Esses estudos sugerem que a vacina desencadeia a produção de anticorpos” que combatem o coronavírus ‘e podem ajudar a proteger contra a doença.'”

Além disso, a agência disse que seus profissionais irão “avaliar os dados assim que estiverem disponíveis para decidir se os benefícios superam os riscos” da vacina. A revisão acontecerá até que “evidências suficientes estejam disponíveis para um pedido formal de autorização de comercialização”, acrescentaram sobre a previsão dos prazos.

A decisão veio um dia após que um alto funcionário da Organização Mundial da Saúde disse que a OMS pretende escolher esta semana se aprova as duas vacinas chinesas contra a Covid-19 para uso emergencial.

Esse seria um marco pois é a primeira vez que uma vacina chinesa estaria na lista de uso de emergência e desencadearia um lançamento mais amplo do imunizante. A diretora-geral assistente para acesso a medicamentos, vacinas e fármacos,

Mariangela Simão, diretora-geral assistente para acesso a medicamentos, vacinas e fármacos, diz que alguns “arranjos finais” ainda precisam ser feitos antes que venha a palavra crucial de um grupo de assessoria técnica da OMS sobre as Sinopharm e Sinovac.

Leia mais!

Fonte: Medical Xpress

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!