Mercado fechado

Covid-19: São Gonçalo autoriza reabertura do comércio

Vitor Abdala - Repórter da Agência Brasil

A prefeitura de São Gonçalo decidiu autorizar a reabertura do comércio, fechado desde o início da pandemia do novo coronavírus (covid-19). O decreto, que autoriza o funcionamento de estabelecimentos comerciais no segundo município mais populoso do estado do Rio foi assinado ontem (10) pelo prefeito José Luiz Nanci. Hoje, as lojas podem funcionar normalmente.

Também estão autorizadas as atividades físicas individuais e ao ar livre, feiras livres, lojas de conveniência, centros comerciais em geral e comércio de rua.

A liberação foi feita desde que os estabelecimentos adotem algumas regras. No caso dos bares, restaurantes e lanchonetes, por exemplo, o atendimento ao público para refeições no local está limitado a 30% de suas capacidades.

No caso das feiras, as barracas terão que ficar a um metro de distância uma da outra e terão que disponibilizar álcool em gel para os clientes.

Já os shopping centers, centros comerciais, galerias e lojas de rua terão mais restrições. Só poderão funcionar das 12h às 20h, com o limite de 50% de sua capacidade total, com o fornecimento de equipamentos de proteção individual e álcool em gel 70% para todos os empregados e álcool 70% para os clientes.

O acesso a esses estabelecimentos só será permitido com o uso de máscaras. As áreas de recreação, cinemas e teatros dos shoppings permanecem fechadas. Lojas não poderão abrir seus provadores de roupas para os clientes.

A frota de transporte municipal deverá retomar 100% de sua frota. As igrejas só poderão funcionar a partir do dia 17, segundo o decreto municipal. A decisão de flexibilizar o isolamento social foi justificada pela necessidade de reabrir a economia e pelo fato de a taxa de ocupação de leitos para covid-19 estar abaixo de 70%, de acordo com a prefeitura.

*Matéria alterada às 10h47 para acréscimo de informações