Mercado fechará em 4 h 31 min
  • BOVESPA

    111.627,12
    -2.167,16 (-1,90%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.685,57
    -506,76 (-0,97%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,63
    -0,98 (-1,35%)
     
  • OURO

    1.754,10
    -2,60 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    47.567,57
    -513,24 (-1,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.209,64
    -15,89 (-1,30%)
     
  • S&P500

    4.441,07
    -32,68 (-0,73%)
     
  • DOW JONES

    34.566,30
    -185,02 (-0,53%)
     
  • FTSE

    6.962,31
    -65,17 (-0,93%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2266
    +0,0418 (+0,68%)
     

Covid-19 reduz expectativa de vida na Itália

·1 minuto de leitura
Profissional da saúde aplica dose da vacina contra a covid-19 da Johnson&Johnson, em Milão (AFP/MIGUEL MEDINA)

A covid-19 reduziu a expectativa de vida na Itália em 1,2 ano em 2020, e mais de quatro anos nas províncias mais afetadas pela pandemia, anunciou o Instituto Nacional de Estatística (ISTAT) nesta segunda-feira (6).

"Em 2020, a propagação da pandemia de covid-19 e o forte aumento do risco de mortalidade que derivou dela interromperam bruscamente o crescimento da expectativa de vida ao nascer, que caracterizava a tendência até 2019, o que levou a uma contração de 1,2 ano em relação ao ano anterior", disse o organismo em um comunicado.

Em 2020, a expectativa de vida ao nascer era de 82 anos: 79,7 anos para os homens e 84,4 anos para as mulheres, contra os 81 e 85,3 anos em 2019.

As diferenças são mais significativas em função das regiões. No norte, nas províncias de Bérgamo e Cremona - as mais afetadas em termos de mortalidade - os homens perderam 4,3 e 4,5 anos de expecativa de vida; as mulheres, 3,2 e 2,9 anos.

Já nas províncias de Foggia (sul) e de Enna (em Sicília), os números diminuíram menos: 1,7 e 1,5 ano, respectivamente.

A pandemia causou 129.515 mortes na Itália, metade delas nas regiões do norte (Lombardia, Piamonte, Liguria, Umbria e Veneto), onde reside apenas 36% dos 60 milhões de italianos.

A Itália foi o primeiro país da Europa atingido pelo coronavírus, em fevereiro de 2020, e Lombardia foi durante um tempo o epicentro mundial da pandemia.

gab/ljm/fio/es/jvb/aa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos