Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.256,36
    -3.411,42 (-2,95%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.310,27
    -841,11 (-1,86%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,47
    +0,25 (+0,40%)
     
  • OURO

    1.769,10
    -6,30 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    48.312,00
    -179,37 (-0,37%)
     
  • CMC Crypto 200

    963,95
    -30,71 (-3,09%)
     
  • S&P500

    3.829,34
    -96,09 (-2,45%)
     
  • DOW JONES

    31.402,01
    -559,85 (-1,75%)
     
  • FTSE

    6.651,96
    -7,01 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    30.074,17
    +355,93 (+1,20%)
     
  • NIKKEI

    30.168,27
    +496,57 (+1,67%)
     
  • NASDAQ

    12.788,00
    -514,00 (-3,86%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7385
    +0,1680 (+2,56%)
     

Covid-19: Paciente tem reação rara à doença e amputa três dedos

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
Testes revelaram que a Covid-19 havia causado um bloqueio no fluxo de sangue para os seus dedos e, por este motivo, ela havia sofrido necrose (Foto: Reprodução/European Journal of Vascular and Endovascular Surgery)
Testes revelaram que a Covid-19 havia causado um bloqueio no fluxo de sangue para os seus dedos e, por este motivo, ela havia sofrido necrose (Foto: Reprodução/European Journal of Vascular and Endovascular Surgery)

Um idosa de 86 anos, que foi infectada com o coronavírus em abril do ano passado, foi forçada a amputar três dedos das mãos depois que a Covid-19 os deixou necrosados, em uma rara reação à doença. Segundo o jornal Extra, a paciente, que não foi identificada, testou positivo depois de ir ao hospital na Itália.

De acordo com os médicos responsáveis pelo caso, a idosa desenvolveu uma gangrena seca no segundo, quarto e quinto dedos da mão direita. Conhecida como necrose, trata-se de uma condição de saúde séria em que a perda de suprimento de sangue faz com que o tecido corporal morra e fique preto.

Os médicos relataram que a mulher afimou ter sofrido de síndrome coronaria aguda — doença em que o sangue fornecido ao coração é repentinamente bloqueado — em março de 2020. De acordo com o relatório publicado na revista médica "European Journal of Vascular and Endovascular Surgery", a idosa havia recebido uma prescrição de terapia antiplaquetária dupla para prevenir a coagulação do sangue.

Leia também

Porém, outros testes revelaram que a Covid-19 havia causado um bloqueio no fluxo de sangue para os seus dedos e, por este motivo, ela havia sofrido necrose.

Os dedos da paciente não puderam ser salvos. Os médicos decidiram amputar para evitar complicações futuras. Segundo o médico Giuseppe P. Martino e Giuseppina Bitti, o caso da senhora foi chamado de "dedos covidais" e uma "manifestação vascular severa".

Não é a primeira vez que um paciente ter que ser amputado depois de contraria Covid-19. Em dezembro de 2020, Lee Mabbatt, morador de de Bournemouth, na Inglaterra, teve que ter uma perna removida após desenvolver um coágulo sanguíneo com risco de vida. De acordo com ele, a condição foi causada pelo coronavírus.

No Brasil, Lucia Monteiro da Silva, de 49 anos, moradoda de São Vicente, no litoral de São Paulo, passou por mommentos muito difícies na recuperação da Covid-19 e teve que amputar parte do braço esquerdo. Após contrarir o coronavírus, a mulher desenvolveu trombose.