Mercado fechado

Covid-19: OMS alerta para falta de testes no Brasil e aponta para subnotificação de casos

Foto: Andre Coelho/Getty Images

Mesmo tendo ultrapassado um milhão de casos na última sexta-feira (19), o Brasil ainda realiza poucos testes para detectar o novo coronavírus. Quem aponta esse problema é Mike Ryan, da Organização Mundial da Saúde (OMS).

De acordo com Ryan, os casos de Covid-19 no país devem ser maiores que o já registrado. Para ele, há países grandes e populosos que estão atingindo o pico de casos da pandemia.

Leia também:

"Certamente houve um aumento nos casos" no Brasil, disse ele em uma entrevista online nesta segunda-feira (22), acrescentando que houve "aumentos preocupantes" em toda a América Latina.

O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, já havia alertado para o estágio da pandemia que o mundo está vivendo.

"Foram necessários mais de três meses para alcançar o primeiro milhão de casos registrados. O último milhão de contágios aconteceu em apenas oito dias ",lembrou Tedros em declaração dada na semana passada.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Também nesta segunda, o diretor-geral da OMS admitiu que os efeitos da pandemia devem ser sentidos por décadas ainda.

"Sabemos que a pandemia é muito mais que uma crise de saúde, é uma crise econômica, social e, em muitos países, política. Seus efeitos serão sentidos durante décadas", afirmou Tedros em uma conferência virtual organizada em Dubai.

Os números da pandemia pelo mundo são impactantes. De acordo com a universidade Johns Hopkins, o planeta registra mais de nove milhões de casos confirmados da Covid-19, além de pouco mais de 469 mil óbitos.

***Com informações da Reuters

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.