Mercado fechará em 2 h 40 min
  • BOVESPA

    108.855,95
    +1.026,23 (+0,95%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.791,36
    -544,15 (-1,02%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,89
    +0,75 (+0,97%)
     
  • OURO

    1.888,10
    +3,30 (+0,18%)
     
  • BTC-USD

    22.825,58
    -111,41 (-0,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    526,15
    -10,74 (-2,00%)
     
  • S&P500

    4.133,88
    -30,12 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    34.081,72
    -74,97 (-0,22%)
     
  • FTSE

    7.892,56
    +27,85 (+0,35%)
     
  • HANG SENG

    21.283,52
    -15,18 (-0,07%)
     
  • NIKKEI

    27.606,46
    -79,01 (-0,29%)
     
  • NASDAQ

    12.599,25
    -177,50 (-1,39%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6127
    +0,0356 (+0,64%)
     

Covid-19 na gravidez: doença aumenta em 7x risco de morte materna

Durante a gestação, a covid-19 pode ser um grave fator de risco, aumentando as chances de morte da mãe e do nascimento prematuro, além de outras complicações. No caso de morte materna, o risco é 7,6 vezes maior que para gestantes saudáveis. É o que aponta uma análise desenvolvida por pesquisadores da Universidade George Washington, nos Estados Unidos.

Publicada na revista científica BMJ Global Health, a meta-análise — estudo minucioso que se baseia em dados já publicados por outros cientistas — foi construída a partir de registros de saúde de mais de 13 mil mulheres grávidas, que tiveram a covid-19 ou não, em 12 países, incluindo EUA, Itália, Turquia e Nigéria.

Importância da vacinação da covid-19 em gestantes

"Dadas as descobertas claras e consistentes sobre o risco de infecção por covid-19 durante a gravidez, o esforço global para melhorar o acesso a métodos preventivos e terapêuticos seguros é uma prioridade urgente", afirmam os autores do estudo, destacando a importância da vacinação de mulheres em idade reprodutiva, gestantes e lactantes.

Hoje, muitas mulheres ainda hesitam em receber o esquema primário da vacina (2 doses) ou os reforços do imunizante. A principal explicação é a falta de informações confiáveis e campanhas públicas de saúde direcionadas para o público, demonstrando a segurança e eficácia dos imunizantes contra a covid-19.

Para impedir risco de morte em caso de covid-19 durante a gestação, é necessário garantir a vacinação de grávidas (Imagem: Prostock-studio/Envato)
Para impedir risco de morte em caso de covid-19 durante a gestação, é necessário garantir a vacinação de grávidas (Imagem: Prostock-studio/Envato)

Vale observar que diferentes estudos já demonstram esta segurança da imunização. Ainda em 2022, um grande estudo confirmou que as vacinas da Pfizer e da Moderna — que usam a tecnologia do mRNA (RNA mensageiro) — são seguras para grávidas, segundo os pesquisadores da Rede Nacional de Segurança de Vacinas do Canadá (Canvas).

Entenda os riscos da covid-19 durante a gravidez

Por outro lado, não ser imunizado contra covid-19 e contrair o coronavírus SARS-CoV-2 pode ocasionar diferentes problemas de saúde, especialmente para a mãe. A seguir, confira as principais descoberta da meta-análise:

  • Risco 7,6 vezes maior da gestante morrer durante a gravidez ou o parto;

  • Risco 3,8 vezes maior de internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI);

  • Risco cerca de 15 vezes maior para uso de ventilação mecânica;

  • Risco cerca de 23 vezes maior para pneumonia, uma possível complicação fatal na covid-19;

  • Risco 5,5 vezes maior para trombose (formação de coágulos sanguíneos).

Agora, observando exclusivamente a saúde dos bebês, existem dois principais riscos:

  • Risco 1,8 vez maior do bebê ser internado em uma UTI após o nascimento;

  • Risco 1,7 vez maior de nascimento prematuro.

Cabe destacar que este não é o primeiro estudo a demonstrar os risco da covid-19 durante a gestação. Por exemplo, pesquisadores do Hospital Universitário Marqués de Valdecilla, na Espanha, demonstraram que a infecção da mãe pode afetar as funções motoras do bebês.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: