Mercado abrirá em 1 h 31 min
  • BOVESPA

    129.441,03
    -634,97 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,16 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,33
    +0,42 (+0,59%)
     
  • OURO

    1.856,00
    -23,60 (-1,26%)
     
  • BTC-USD

    39.188,64
    +3.160,02 (+8,77%)
     
  • CMC Crypto 200

    975,98
    +34,17 (+3,63%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,40 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.156,54
    +22,48 (+0,32%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,23 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    29.161,80
    +213,07 (+0,74%)
     
  • NASDAQ

    14.039,50
    +45,25 (+0,32%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1992
    +0,0066 (+0,11%)
     

Covid-19: Média móvel de mortes no estado do Rio apresenta tendência de queda, mas total já ultrapassa 48 mil; média de casos sobe

·2 minuto de leitura

O Estado do Rio de Janeiro registrou 18 novas mortes e 1.932 novos casos de Covid-19 nesta segunda-feira, dia 17, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES). Ao todo, de acordo com a última atualização, são 48.024 óbitos causados pela doença e 817.947 infectados desde o início da pandemia, em março de 2020. A taxa de ocupação de leitos de UTI de Covid-19 em território fluminense está em 83%.

Com a atualização desta segunda-feira, a média móvel de mortes - referente à média dos números nos últimos sete dias - apresentou uma tendência de queda de 20% em relação aos dados de duas semanas atrás. No entanto, a média móvel de casos, quando comparada aos números de 3 de maio, subiu 31%.

Nesta segunda-feira, a média móvel no estado do Rio é de 4.456 casos e 226 mortes por dia. A "média móvel" é resultado de uma média entre os números dos últimos sete dias para que a subnotificação registrada nos finais de semana não interfira nas análises sobre a tendência dos casos e mortes na região. Os cálculos são baseados nos dados divulgados diariamente pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) do Rio de Janeiro.

No município do Rio, o calendário de vacinação anunciado pela prefeitura vai até outubro, quando prevê imunizar toda a população acima dos 18 anos. Para isso, a cidade pretende finalizar a vacinação de pessoas com comorbidades e deficiência permanente no sábado, dia 29 de maio, e, a partir da segunda-feira, dia 31, retomar a imunização baseada apenas no critério etário. Desde a primeira dose: veja, em imagens, como a vacinação contra Covid-19 avança no Rio

Nesta terça-feira, dia 18, serão vacinadas com a primeira dose na capital pessoas de 44 anos, pela manhã, e de 43 anos, pela tarde, com comorbidades (segundo a lista do PNI) e com deficiência permanente. Trabalhadores da saúde e guardas municipais pertencentes a estas faixas etárias também serão imunizados desde que estejam envolvidos diretamente nas ações de combate à Covid-19 e nas ações de vigilância das medidas de distanciamento social em contato direto e constante com o público.

Além disso, o município do Rio vacina, nesta terça, profissionais da saúde de 29 anos e, em qualquer dia, gestantes e puérperas com comorbidades, pessoas com síndrome de Down e pessoas com doença renal crônica (em diálise) acima de 18 anos.

Paralelamente ao calendário municipal, o governo estadual realiza a imunização de pessoas com síndrome de Down, autismo, paralisia cerebral, nanismo e mielomeningocele (espinha bífida) com 18 anos ou mais, que sejam residentes da capital. Ela é realizada no estacionamento do Estádio Célio de Barros, de segunda a sexta, das 9h às 16h, e requer o agendamento prévio, que pode ser feito clicando aqui.