Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,31 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -908,97 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,83
    -0,72 (-0,84%)
     
  • OURO

    1.836,10
    -6,50 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    34.962,72
    -1.496,98 (-4,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    870,86
    +628,18 (+258,85%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,02 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.411,00
    -430,00 (-2,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1900
    +0,0599 (+0,98%)
     

Covid-19: Dinamarca registra 183 casos da ômicron, que poderia causar menos casos graves

·1 min de leitura

O número de pacientes contaminados pela nova variante ômicron evolui de maneira "preocupante" e triplicou em 48 horas, de acordo com as autoridades sanitárias do país, que também registra 42 casos suspeitos. Os dados foram divulgados neste domingo (5) pelo Instituto Público SSI.

"O primeiro caso foi detectado há uma semana na Dinamarca, e a propagação aconteceu rapidamente", declarou Birgitte Drewes, responsável da vigilância sanitária citada pela agência Ritzau. De acordo com ela, 38 casos foram diagnosticados após uma festa de Natal organizada por uma empresa, no oeste do país. Cerca de 150 pessoas participaram do evento.

O país nórdico é um dos com maior capacidade de sequenciamento das cepas do coronavírus no continente europeu, o que permite detectar mais casos e de maneira mais rápida. Os dados não significam, portanto, que a propagação do vírus seja maior do que em outros países, mas sugere que o número de contágios pela ômicron pode estar sendo subestimado.

Antes do anúncio do governo dinamarquês, o Centro Europeu de Controle e de Prevenção de Doenças havia registrado um total de 182 casos em toda a União Europeia, além da Noruega e da Islândia. É pouco provável que, no restante do continente, haja menos contaminações do que em apenas um país.

Vacinar mais e mais rápido

Variante pode causar casos menos graves

(RFI e AFP)


Leia mais

Leia também:
Primeira-ministra da Dinamarca pede desculpas após ser flagrada sem máscara em loja
Dinamarca suspende vacina da Oxford/AstraZeneca e aguarda análise de efeito grave
Dinamarca prolonga por mais três semanas suspensão da vacina da AstraZeneca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos