Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.719,13
    +2.340,21 (+2,18%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.848,37
    +581,17 (+1,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    44,91
    +1,85 (+4,30%)
     
  • OURO

    1.805,20
    -32,60 (-1,77%)
     
  • BTC-USD

    19.004,50
    +552,54 (+2,99%)
     
  • CMC Crypto 200

    377,74
    +7,99 (+2,16%)
     
  • S&P500

    3.631,57
    +53,98 (+1,51%)
     
  • DOW JONES

    30.011,62
    +420,35 (+1,42%)
     
  • FTSE

    6.432,17
    +98,33 (+1,55%)
     
  • HANG SENG

    26.588,20
    +102,00 (+0,39%)
     
  • NIKKEI

    26.165,59
    +638,22 (+2,50%)
     
  • NASDAQ

    12.072,00
    +166,75 (+1,40%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3843
    -0,0560 (-0,87%)
     

Covid-19: Brasil tem 161.106 mortes e 5.590.025 casos confirmados, dizem secretarias de Saúde

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
Movement in the Nossa Senhora Aparecida Cemetery, this Wednesday morning, October 28, 2020 in Manaus, Brazil. The Delphina Aziz Hospital, treatments patients infected with the coronavirus in Amazonas, has 98% of the ICU beds occupied. In the photo, family members accompany the funeral of Mrs. Maria Tereza Verçosa, 56, who was hospitalized at the Delphina Aziz Hospital for three months and spoke about Covid-19. (Photo: Sandro Pereira/Fotoarena/Sipa USA)(Sipa via AP Images)
Vítima de Covid-19 é enterrada no Cemitério the Nossa Senhora Aparecida, em Manaus, no dia 28 de outubro de 2020 (Sandro Pereira/Fotoarena/Sipa USA)(Sipa via AP Images)

O Brasil registrou 610 novas mortes pelo novo coronavírus e 23.976 novos casos da doença nesta quarta (4). Com isso, o total de mortos chegou a 161.106 e o de casos a 5.590.025, de acordo com o painel atualizado pelo Conass (Conselho Nacional dos Secretários de Saúde), um sistema próprio de informações que reúne dados de contaminados e de óbitos em contagem paralela à do governo.

Na terça (3), o país tinha 160.496 mortes e 5.566.049 casos confirmados de Covid-19, de acordo com o conselho.

Prezando pela confiabilidade nas informações, o Yahoo Brasil passou a adotar como padrão, desde 8 de junho, os dados estatísticos divulgados pelas secretarias estaduais de Saúde através do Conass, e não mais os números apresentados pelo Ministério da Saúde.

Leia também

Os dados do Conass também viraram referência para o Congresso Nacional, que abandonou a contagem do Ministério da Saúde. A decisão foi anunciada na segunda-feira pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre.