Mercado fechará em 2 h 34 min
  • BOVESPA

    109.172,65
    +1.793,73 (+1,67%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.588,74
    +321,54 (+0,76%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,12
    +2,06 (+4,78%)
     
  • OURO

    1.803,40
    -34,40 (-1,87%)
     
  • BTC-USD

    19.251,13
    +799,17 (+4,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    382,24
    +12,48 (+3,38%)
     
  • S&P500

    3.627,41
    +49,82 (+1,39%)
     
  • DOW JONES

    30.002,14
    +410,87 (+1,39%)
     
  • FTSE

    6.420,47
    +86,63 (+1,37%)
     
  • HANG SENG

    26.588,20
    +102,00 (+0,39%)
     
  • NIKKEI

    26.165,59
    +638,22 (+2,50%)
     
  • NASDAQ

    12.013,50
    +108,25 (+0,91%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4028
    -0,0375 (-0,58%)
     

Covid-19: Brasil tem 157.946 mortes e 5.439.641 casos confirmados, dizem secretarias de Saúde

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
SAO PAULO, BRAZIL - OCTOBER 23: Students attend a face-to-face class maintaining social distance at the Teacher Milton da Silva Rodrigues state schoolas part of the gradual return of in-person education amidst the coronavirus (COVID-19) pandemic on October 23, 2020 in Sao Paulo, Brazil. Public and private schools in the state can reopen the doors to carry out on-site extracurricular activities to reinforce and welcome students. (Photo by Miguel Schincariol/Getty Images)
São Paulo teve retorno de aulas com distanciamento social (Miguel Schincariol/Getty Images)

O Brasil registrou 549 novas mortes pelo novo coronavírus e 29.787 novos casos da doença nesta terça (27). Com isso, o total de mortos chegou a 157.946 e o de casos a 5.439.641, de acordo com o painel atualizado pelo Conass (Conselho Nacional dos Secretários de Saúde), um sistema próprio de informações que reúne dados de contaminados e de óbitos em contagem paralela à do governo.

Na segunda (26), o país tinha 157.397 mortes e 5.409.854 casos confirmados de Covid-19, de acordo com o conselho.

Prezando pela confiabilidade nas informações, o Yahoo Brasil passou a adotar como padrão, desde 8 de junho, os dados estatísticos divulgados pelas secretarias estaduais de Saúde através do Conass, e não mais os números apresentados pelo Ministério da Saúde.

Leia também

Os dados do Conass também viraram referência para o Congresso Nacional, que abandonou a contagem do Ministério da Saúde. A decisão foi anunciada na segunda-feira pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre.