Mercado fechará em 6 horas 1 minuto

Covas aprova regulamentação para abertura de museus, teatros e eventos com até 600 pessoas

·1 minuto de leitura
Bruno Covas, (PSDB) Mayor of São Paulo, during a press conference on measures to combat the Coronavirus, (COVID-19) on Sept. 18, 2020 at the Palácio dos Bandeirantes in Sao Paulo, Brazil. During the press conference, Governor Joao Doria confirmed that the plan for optional resumption of staggered face-to-face classes is maintained for October 7 for high school students and Youth and Adult Education (EJA) of the state network. (Photo: Roberto Casimiro/Fotoarena/Sipa USA)(Sipa via AP Images)
Bruno Covas ainda não permitiu festas de casamento da cidade (Foto: Roberto Casimiro/Fotoarena/Sipa USA via AP Images)

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, assinou os protocolos para a reabertura de espaços culturais na cidade. Entre as atividades estão eventos, teatros, museus, exposições, circo e bibliotecas.

Algumas delas já estariam autorizadas na fase que São Paulo está, mas Covas planeja que a reabertura apenas na fase verde. E expectativa de que a cidade passe de fase no dia 9 de outubro.

Os cinemas já tinham um protocolo definido antes desta quinta-feira, 24.

A partir de agora, a cidade poderá ter eventos para até 600 pessoas, entre seminários, convenções e workshops. Encontros com mais pessoas precisam da autorização da prefeitura e o limite é de 2 mil pessoas. As festas continuam proibidas na capital paulista.

Leia também:

Nos eventos com até 600 pessoas os convidados precisam chegar com uma hora e o local deve ter 60% da capacidade permitida. Os participantes devem manter o distanciamento social e, na entrada, devem ter a temperatura medida.

Em museus, exposições e galerias, as visitas em grupos serão limitadas a dez pessoas.