Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -635,14 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,13 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,78
    +0,49 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.879,50
    -16,90 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    35.771,01
    -1.241,31 (-3,35%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,36 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,25 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,83 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    13.992,75
    +33,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1926
    +0,0391 (+0,64%)
     

Costa Rica se torna oficialmente membro da OCDE

·2 minuto de leitura
O presidente da Costa Rica, Carlos Alvarado (D), fala com crianças durante a inauguração do radar espacial da Costa Rica em Guanacaste, Costa Rica, em 22 de abril de 2021

A Costa Rica se tornou oficialmente o 38º país-membro da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), anunciou nesta terça-feira (25) a instituição em um comunicado.

"Estamos felizes de dar as boas-vindas à Costa Rica à família da OCDE, em um momento em que o multilateralismo é mais importante do que nunca", disse o secretário-geral da OCDE, Ángel Gurría, citado no comunicado.

"A Costa Rica representará sem dúvida um novo farol para a OCDE na região", acrescentou Gurría.

“A entrada da Costa Rica (...) envia um sinal muito claro aos investidores, aos nossos parceiros de negócios e a toda a comunidade internacional sobre o compromisso que a Costa Rica tem com a estabilidade democrática, com a segurança jurídica e com o fortalecimento do nosso clima de investimento”, reagiu o ministro do Comércio Exterior, Andrés Valenciano.

“Vamos trabalhar lado a lado com países que realizaram reformas estruturais e com técnicos especialistas, com os quais aprenderemos a desenvolver políticas públicas baseadas em evidências e que atendam aos padrões internacionais”, acrescentou o ministro.

Os países-membros da OCDE convidaram formalmente a Costa Rica a se unir à organização em maio de 2020, após um processo de adesão de cinco anos.

O presidente da Costa Rica, Carlos Alvarado, promulgou na sexta-feira passada o Acordo de Adesão do seu país à OCDE e restava apenas realizar o depósito do instrumento de ratificação na embaixada da França em São José.

“Parabenizo a Costa Rica pelo rigor no cumprimento dos diversos requisitos necessários para o acesso” à OCDE, declarou em comunicado o secretário de Estado americano, Antony Blinken.

"A Costa Rica tem feito grandes esforços para reduzir seu déficit fiscal em um contexto exigente, devido à covid-19", destacou Blinken.

A Costa Rica é a quarta nação latino-americana a se aderir à organização, com sede em Paris, depois do México, Colômbia e Chile.

A inclusão permitirá um processo mais eficiente para realizar reformas e promover uma cultura de melhorias constantes nas políticas públicas, de acordo com as autoridades.

Fundada em 1961, a OCDE se dedica a promover políticas para o bem-estar econômico e social. Seus países-membros movem 60% do comércio mundial e representam 80% do PIB global.

meb/mb/aa/ap