Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    48.447,38
    +1.084,94 (+2,29%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -226,75 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Cosmonauta mostra como é a vista no novo módulo russo Nauka da ISS

·2 minuto de leitura

O novo módulo Nauka, da Rússia, foi acoplado à Estação Espacial Internacional (ISS) no fim de julho, na porta que era usada pelo módulo Pirs. Já no início de agosto, os cosmonautas a bordo da estação foram autorizados a abrir a escotilha do módulo e explorar as novas instalações — e, agora, o cosmonauta Oleg Novitskiy publicou um vídeo em que mostra o interior do módulo, além de, claro, um pouco da vista lá do alto.

Além de ser uma oportunidade rara de observar o interior do módulo, o vídeo nos proporciona uma bela visão da Terra através das janelas do componente, que conta também com algumas camadas de proteção para a segurança da tripulação.

Confira o vídeo:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

No vídeo, Novitskiy aparece removendo uma proteção que cobria o vidro, nos permitindo observar nosso planeta por alguns instantes. Depois, uma veneziana fecha a janela, provavelmente servindo como uma proteção contra danos de micrometeoroides e detritos espaciais. Além disso, essa camada protetora contribui também para manter o calor na área interna do módulo.

A chegada do Nauka à estação não foi nada fácil. É que houve uma série de problemas técnicos que resultaram em anos de atrasos para o lançamento, que aconteceu somente em julho deste ano. Depois de alguns dias de viagem, o módulo foi acoplado à ISS, mas seus propulsores foram acionados inesperadamente devido a um erro de software e acabaram alterando a orientação do laboratório orbital.

Felizmente, o incidente não causou riscos à tripulação e o módulo segue acoplado em segurança ao restante do segmento russo da estação. Além de oferecer visões impressionantes da Terra aos cosmonautas a bordo, o componente conta também novas instalações de pesquisa, um novo dormitório, banheiro e um sistema de regeneração de oxigênio e água.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos